in

Menino ajuda o seu melhor amigo de 7 anos a dar os primeiros passos desde acidente de carro

Por mais que uma pessoa que sofra de um problema de saúde precise de profissionais médicos para recuperar, é inegável a necessidade e importância de um pilar de apoio. Sem ninguém para dar motivação e compreensão ao doente, o esforço da equipa médica provavelmente será feito em vão. Por isso, é muito importante que as pessoas com doenças e lesões tenham familiares e amigos atenciosos.

Rush, de 7 anos, e Quinton, de 8 anos, sabem disso muito bem. Recentemente, Rush teve um acidente de carro e precisou de um ombro amigo, que felizmente encontrou em Quinton.

Era um dia normal para Tara e os seus dois filhos, Leila e Rush, até que um condutor se desviou da sua via e a família não conseguiu evitar uma colisão frontal.

 

“De repente, um carro cruzou a linha central e veio bater de frente no nosso”, lembra Tara. Felizmente, todos estavam a usar cinto de segurança, pelo que Tara e Leila ficaram apenas com ferimentos leves. Infelizmente, o acidente deixou o pequeno Rush com ferimentos internos que requeriam cirurgia.

“Eu ouvi a minha filha perguntar: “Rush, estás bem?”, e ele estava no chão a gritar “a barriga, a minha barriga!”. Foi muito difícil, eu não consegui alcançá-lo porque a minha porta estava fechada”, conta Tara.

Quando Quinton foi informado sobre o infeliz incidente, dizer que ficou arrasado é um eufemismo. Para confortar o seu filho, Shamicka Neal disse a Quinton para ser forte pelo seu melhor amigo. Quinton entendeu o que a sua mãe queria dizer, então parou de chorar e começou a recompor-se. “Ok, mamã, eu vou ser forte para que o Rush possa ser forte”, disse Quinton.

Devido aos ferimentos internos, Rush teve de passar por uma cirurgia de emergência, e como o seu corpo era pequeno e muito jovem, foi muito difícil para ele andar após a intervenção.

“Ele sentia-se derrotado, triste, assustado – tem apenas sete anos, não percebia o que estava a acontecer. Sentiu dores e não queria levantar-se”, recorda Tara.

Segundo a mãe, Rush não teve coragem de se levantar e andar após a cirurgia. O menino insistia que precisava do melhor amigo e que sem ele não tentaria andar.

“Ele disse que ia andar, quando Quinton chegasse”, acrescenta Tara. Sendo um amigo presente e solidário, Quinton foi ter com Rush e motivou-o a levantar-se e andar.

Apesar de levantar após uma grande cirurgia ser muito doloroso e difícil de fazer, Rush deu os seus primeiros passos com Quinton a andar ao seu lado.

“Essa foi a sua primeira caminhada pelo corredor e foi a primeira vez que ele esteve levantado. Foi uma luta, mas ele levantou-se e estamos muito agradecidos pelo facto de Quinton ter estado lá com ele”, diz Tara, que tirou uma fotografia dos dois meninos e a publicou na sua conta do Facebook, juntamente com a seguinte legenda:

“Estes meninos tão doces são inseparáveis ​​desde sempre. Filhos partilhados com as famílias um do outro. Eles são mais que amigos. Mais do que melhores amigos. Eles são irmãos. Este mundo é um lugar melhor por causa do seu amor um pelo outro. Quando vejo esta foto, os meus olhos enchem-se de lágrimas e o meu coração de amor. Estes são os meus meninos. Agradeço a Deus por terem para sempre alguém em quem confiar.”

A adorável fotografia de Rush e Quinton emocionou milhares de pessoas e rapidamente se tornou viral.

Entretanto, Rush já teve alta do hospital e está de volta à escola, o que não seria possível sem as orações, apoio e incentivo das pessoas especiais da sua vida.

Na verdade, uma amizade verdadeira tem o poder de inspirar uma alma. Rush e Quinton podem ser jovens, mas são abençoados por ter uma amizade tão forte e bonita.

Mãe esquece o filho no aeroporto e só dá conta durante o voo: o piloto é obrigado a voltar

Pai solteiro adota 5 irmãos para que possam ficar todos juntos