in

Todos os dias esta mulher espera pelo metro para ouvir a voz do marido que já morreu

Esta é a história de Margaret McCollum, uma mulher residente em Londres, que se desloca diariamente até à estação de metro Northern Line Embankment só para ouvir a voz do seu marido na gravação.

Infelizmente, o marido de Margaret faleceu demasiado cedo, no ano de 2007, e tem sido muito difícil para ela lidar com a sua ausência.

Desde então, Margaret senta-se na plataforma da estação de metro ao pé de casa e ouve em silêncio a voz gravada do seu marido Oswald Lawrence, que alerta as pessoas para terem atenção ao espaço entre o chão e o comboio.

Na verdade, ele é um dos mais famosos “Mind the Gap!” (“cuidado com o degrau!), gravado em 1950.

Apesar de todo o sofrimento, a viúva encontra algum consolo no seu ritual diário, sempre que ouve a voz de Oswald.

Certo dia, depois de aproximadamente 50 anos, a voz familiar foi substituída por uma voz eletrónica impessoal e fria, o que deixou Margaret muito ansiosa.

De imediato, Margaret procurou a empresa de transportes do metro de Londres para lhes pedir que continuassem a passar a gravação de Oswald.

Sensibilizados, os responsáveis da empresa resolveram passar novamente o anúncio antigo, para grande alívio da senhora.

Se alguma vez visitar Londres e descer na estação Embankment da linha do Norte, vai ouvir a voz de Oswald, e lembrar-se-á que desta história que prova que o amor verdadeiro existe mesmo.

Irmãs doam rins a desconhecidos para honrar o pai que morreu de falência hepática

21 fotos que mostram o porquê de as mulheres terem medo de deixar os filhos sozinhos com os pais