Mãe nota que o bebé parou de se mexer depois das 30 semanas – então, o impensável acontece

Briony e Mike Curwood ficaram muito felizes quando descobriram que iam ter um bebé, e a gravidez fluiu muito bem nos primeiros meses.

Infelizmente, isso veio a mudar quando o bebé deixou de se mexer na barriga de Briony, o que não indicava nada de bom.

Aproximadamente 21 semanas após Briony engravidar, foi a um hospital realizar um exame de rotina, em que descobriu que o bebé era do sexo feminino.

Porém, quando às 30 semanas deixou de sentir a bebé, ficou muito assustada e voltou ao hospital.

Aparentemente, a menina tinha parado de crescer às 22 semanas, algo extremamente raro, e a única forma de a salvar era realizando o parto imediatamente para que conseguisse crescer fora do útero.

“Eles disseram que eu devia preparar-me para dar à luz naquele dia ou na manhã seguinte. Eu estava animada no começo porque pensei que ia ver a minha bebé. Eu não sabia nada sobre a prematuridade… mas então percebi que era cedo demais e fiquei com muito medo”, conta Briony.

Então, a equipa médica fez uma cesariana para assegurar que a menina nascia viva, e assim a pequena Ava veio ao mundo com apenas aproximadamente 600 gramas.

“Ela não parecia um bebé. Ela parecia apenas uma bonequinha”, diz Briony. Mas apesar de o parto ter corrido bem, Ava não estava totalmente segura.

Era incerto que ela sobrevivesse aos primeiros dias, e os seus pais estavam angustiados, mas a menina recusou-se a desistir.

Embora tenha nascido com um cérebro subdesenvolvido e um batimento cardíaco irregular, conseguiu sair do hospital após algumas semanas.

Pode ter nascido 10 semanas mais cedo que o suposto, mas agora Ava é uma bebé saudável, alegre e bastante ativa.

Mulher recebe frequentemente o amante enquanto o marido está no trabalho.

Pais culpam o filho pela morte do avô – e ele revela o seu segredo