30 minutos depois de ser declarada morta, pai faz o coração da filha bater de novo

Esta história teve lugar na cidade de Dnipro, na Ucrânia, no dia 31 de dezembro de 2013, e teve como protagonistas Ruslan e Anastasia Odonec, um casal que estava a dar uma grande festa com os filhos, amigos e familiares por causa do ano novo.

A casa era nova, e havia espaço para toda a gente – até havia uma piscina no porão, e todos estavam maravilhados.

A certa altura, Anastasia e Ruslan estavam na cozinha a tratar da comida, enquanto Radomir, o filho de 5 anos, e Alesya, a filha de 3, estavam a brincar com um primo mais velho.

De repente, o casal apercebeu-se que estava demasiado silêncio, e Ruslan decidiu ir procura-los. Procurou por toda a casa, mas sem sucesso, então dirigiu-se ao porão, onde ficou chocado ao ver a filha Alesya no fundo da piscina, sem se mexer.

Sem hesitar, Ruslan saltou para a piscina, agarrou na menina e deitou-a no chão. Alesya não estava a respirar, e quando Anastasia chegou ao porão começou a gritar ao ver assim a filha.

Os avós chamaram logo uma ambulância, e entretanto Ruslan fez os possíveis para reanimar a filha. Embora nunca tivesse aprendido primeiros socorros, tentou imitar o que já tinha visto em filmes, e fez pressão no peito de Alesya várias vezes, assim como respiração boca a boca.

Passados 10 minutos, os paramédicos chegaram, continuaram o trabalho de Ruslan, mas acabaram por a declarar morta.

Então, o pai da menina caiu de joelhos e implorou-lhes que fizessem algo, mas eles já estavam a ligar para a polícia para registar a morte de Alesya.

Ruslan não conseguia desistir dela, ajoelhou-se e continuou a tentar reanimá-la, pressionando o peito da menina, enquanto o médico insistia para ele “parar de torturar o cadáver”.

Mas a certa altura, de repente, começou a sentir uma palpitação fraca, e 40 minutos após ser retirada da água, o coração de Alesya tinha mesmo voltado a bater!

Os paramédicos ficaram incrédulos: a menina tinha sido declarada morta há meia hora e estava viva outra vez.

Então, levaram-na de imediato para o hospital, pois tinha entrado em coma. Durante dias, os médicos fizeram de tudo para a manter viva, e entretanto Alesya foi transferida para uma clínia em Moscovo, que disponibilizava tratamentos mais avançados.

Passadas duas semanas, a menina acordou, e tal como os médicos receavam, não conseguia falar nem mexer-se, mas já era um milagre que estivesse viva e fora do coma.

Então, mais uma vez, a menina surpreendeu a equipa médica, e ao longo das semanas seguintes, voltou a falar aos poucos, recuperando também a visão e a capacidade locomotora!

Ao fim de alguns meses, Alesya estava totalmente recuperada. Um verdadeiro milagre…

Veja o vídeo e PARTILHE!

Foi assim que uma jovem anunciou a sua demissão ao chefe – simplesmente incrível!

Rapariga obesa livra-se de 2 hábitos e perde 80kg – conheça a sua história inspiradora