in

Esta mulher decidiu doar um rim ao ex-marido porque não quer que as filhas percam o pai

Esta é a história de Dan e Kelly, um ex-casal residente na Grã-Bretanha, que se conhece desde os 11 anos.

Dan e Kelly tornaram-se grandes amigos rapidamente, e começaram a namorar quanto tinham 18 anos. Passados 13 anos, decidiram casar, e tiveram duas filhas, uma com 11 anso e a outra com 16.

Infelizmente, nos últimos tempos, até mesmo antes do divórcio, Dan não se andava a sentir bem. Estava sempre cansado e tinha os sintomas gerais de uma gripe.

Numa visita ao hospital de Londres, Dan foi informado de que sofria de nefropatia renal, que consiste numa acumulação de proteínas que inflama e danifica os tecidos.

Depois de 10 anos de tratamento via medicamentosa, Dan chegou ao ponto de precisar de um transplante renal.

Embora já estivesse separada de Dan, Kelly não hesitou em ajudá-lo, pois queria preservar a amizade que os unia, e não queria que as suas filhas ficassem sem pai.

Então, fez algo que ninguém esperava: doou-lhe um rim, para salvar a vida do pai das suas filhas.

Não havia uma compatibilidade perfeita entre os rins de um e outro, mas ainda assim resolveram correr o risco e passar pela operação tão delicada.

Felizmente, tudo correu bem, e Dan pôde sair do hospital apenas 5 dias depois. Atualmente, Dan e Kelly continuam a ser grandes amigos, e estão mais unidos que nunca.

Podem já não ser casados, mas dão um lindo exemplo às filhas daquilo que deve ser uma família.

“Aquilo que eu tenho e aquilo que não tenho”: a triste carta de uma avó que se sente sozinha

Polícia acelera por entre a comunidade para surpreender mulher que andava 10km até ao trabalho com um carro novo em folha