Mulher em fase terminal descobre que já não tem cancro duas semanas antes do Natal

Esta é a história de Heidi Loughlin, uma mulher de 35 anos, que descobriu que se encontrava na fase terminal de cancro da mama em setembro de 2015.

Infelizmente, os médicos disseram-lhe que ela não deveria ter mais de 4 anos de vida, e a sua condição estava a piorar cada vez mais.

Entretanto, Heidi começou a tomar um medicamento inovador, com esperança de conseguir mais algum tempo de vida, e duas semanas antes do Natal, foi fazer análises.

Segundo as análises médicas, ela já não tinha vestígios de cancro no corpo! O medicamento revolucionário, chamado Kadcyla, curou-a do cancro, e já foi aprovado pelo governo para ser prescrito a mulheres que sofram de tipos de cancro da mama muito agressivos.

Por norma, Kadcyla dá mais 9 meses de vida aos doentes, mas os seus efeitos em Heidi foram muitos para além disso.

Quando soube que estava doente, em 2015, Heidi estava grávida do primeiro filho. Foi depois de reparar numa erupção cutânea no peito que se dirigiu ao médico, que a diagnosticou com um tipo de cancro da mama bastante grave.

Heidi podia ser operada, mas não quis abortar o feto de 3 meses, pois era muito importante para ela continuar com a gravidez.

O filho de Heidi nasceu prematuro, e desde logo Heidi iniciou os tratamentos de quimioterapia.

Felizmente, agora está totalmente curada e pode ver os dois filhos crescer. Trata-se de um verdadeiro milagre de Natal!

PARTILHE!

Irmãs dão à luz gémeos no mesmo dia. Então, a família descobre a verdade

Filha recém-adotada recebe um presente da família que está a deixar a internet em lágrimas