Mãe americana viaja até Bulgária para salvar a vida de um menino que estava a morrer num orfanato

Esta é a incrível história de Priscilla Morse, uma mulher americana que não conseguiu ficar indiferente às fotografias de Ryan, um menino búlgaro com apenas 7 anos que estava visivelmente subnutrido.

Depois de conhecer o caso do menino, Priscilla decidiu que o queria adotar, e para ela a distância não significava nada.

Então, passou duas semanas na Bulgária, perto de Ryan, ciente de que o menino morreria se continuasse no orfanato, onde não lhe davam os cuidados necessários, como um tubo de alimentação.

large_ryan2

Um ano depois de adotar Ryan e levá-lo consigo para os EUA, Priscilla está muito feliz pois o menino ganhou 15kg e é agora muito mais saudável e amado, como qualquer criança deve ser.

large_ryanbebe

Priscilla já tinha alguma experiência com adoções, pois tem uma filha adotiva com apenas 4 anos.

Assim que chegou aos EUA, levou imediatamente o pequeno ao hospital, onde os médicos ficaram espantados com a resistência dele mesmo depois de 7 anos à fome.

large_ryancomparacao

Apesar de tudo, ainda vão ser precisos alguns anos para Ryan atingir o desenvolvimento pretendido, e cuidados especiais pois foi diagnosticado com paralisia cerebral e nanismo, condições provocadas pela negligência de que foi alvo no orfanato.

Priscilla não se cansa de explicar como Ryan é importante para ela e como nunca desistiu de conseguir um tubo de alimentação que o ajudou a ganhar peso. A partir daí, o cabelo do pequeno começou a ficar mais espesso e brilhante e a pele ganhou cor!

Gosto desta publicação -->
large_ryanfinal

Felizmente, Ryan tem tido uma recuperação exemplar e os prognósticos são positivos.

Se também ficaste emocionado com o gesto de Priscilla, PARTILHA!

Mulher deixa sem-abrigo trabalhar 2 dias na sua loja. 2 semanas depois, ele ainda está lá

Mãe vai buscar o seu filho de 2 anos na escola e vê professora a dar chineladas nele