Condutores buzinam e aceleram ao passar por camião estacionado num sinal de stop. Adolescente caminha até lá e gela ao ver o que está no interior

A maioria dos condutores adolescentes estão ansiosos por saltar para a estrada e começar a mexer. Acelerar, andar pelo trânsito e colocar a música alta é quase um ritual de passagem para os novos condutores americanos.

Felizmente, um condutor de 16 anos não se enquadra nesse molde e parou para ajudar um estranho quando os outros estavam demasiado ocupados para perceber que algo estava errado…

Max Greenwood, um jovem de 16 anos, estava ano seu camião quando percebeu que um condutor estava estacionado num sinal de stop, possivelmente em perigo. Max olhou em volta e percebeu que os outros estavam irritados por o caminho estar bloqueado e desconheciam completamente que a pessoa precisava de ajuda.

Em vez de buzinar e manipular o carro como os outros motoristas, Max saltou do caminhão e correu para ajudar o homem.

“Algumas pessoas estavam a buzinar e passaram por ele porque estavam frustradas por ele estar parado. Eu não queria apenas tocar e ser como eles”, conta Max.

As ações rápidas de Max inspiraram duas outras mulheres a apressar-se para o carro parado e ajudar também.

Inicialmente, eles não sabiam o que estava a acontecer, então o condutor reuniu força suficiente para partilhar o porquê de estar parado no meio da estrada.

“Ele disse às mulheres que ele pensava que o seu açúcar no sangue estava baixo. Ele piorou progressivamente e uma das mulheres deu-lhe uma Coca-Cola para ajudar com os níveis de açúcar, mas eu conseguia ver que não estava a ajudar, então liguei para as urgências”, continua Max.

Em poucos minutos, a ajuda chegou e o homem foi transportado para o hospital. Os primeiros a chegar também reconheceram que ele estava a sofrer de algum tipo de episódio médico e precisava de ajuda imediatamente!

Quando perguntaram porque é que ele quis ajudar, Max disse explicação era simples: “é uma pessoa. Se eu estivesse na sua situação, gostaria que alguém me ajudasse… Parei porque tento sempre fazer um esforço para ajudar as pessoas do lado da estrada”.

A mãe de Max criou-o para ser um ser humano gentil e atencioso – e debruçar-se para ajudar os que precisam é apenas parte desse papel.

Mary Pudelko, a sua mãe, partilhou o seu orgulho: “nós dizemos aos seus filhos que precisam de fazer o que é certo, e quando ele o fez senti-me muito orgulhosa. Com esta idade e atualmente, quando muitas crianças não pensam em mais ninguém, eles interveio e fez a diferença”.

Sem o rápido pensamento de Max, há uma boa hipótese de que os níveis de açúcar no sangue do condutor atingissem níveis perigosos.

Sem dúvida, um cidadão exemplar. PARTILHE!

Nunca deixes a roupa a secar dentro de casa! O efeito secundário pode ser mortal!

Presos fogem e rodeiam guarda. As suas ações registadas em vídeo deixam a internet incrédula