in

Juíza perdoa dívida de homem que largou o emprego para cuidar do filho doente

Hoje vamos dar-lhe a conhecer Adolfo Guide, um homem que não hesitou em largar o emprego para cuidar do filho quando este foi diagnosticado uma doença rara.

O filho de Adolfo sofre de Gangliosidose Gm1, condição caracterizada pela falta de uma enzima essencial para repor as células cerebrais.

Adolfo dedicou-se a procurar uma cura para o filho, mas, entretanto, as prestações da casa (de aproximadamente R$500) acumularam-se até uma dívida de R$49 mil.

Embora ainda tenha tentado arranjar um emprego, não teve sucesso e viu-se forçado a trabalhar por conta própria numa oficina improvisada que abriu em frente à sua casa, onde reside desde o ano 1996.

Felizmente, a juíza Anne Karina da Vara, do Sistema Financeiro de Habitação de Curitiba, mostrou-se compreensiva e perdoou a dívida de Adolfo.

“Não me arrependo do que fiz. Conseguimos salvar o Vítor, que é o único no mundo a superar os 11 anos de vida com esta doença. É um caso excecional. Sentimos que ele não teria outra alternativa para saldar a dívida. Ele abriu mão da sua carreira profissional para cuidar do filho. Como também trabalha com a oficina mecânica, se perdesse o imóvel, além da moradia, perderia também a sua fonte de rende”, explico a juíza.

A sua resolução abre precedentes para que outros processos idênticos acabem da mesma forma.

PARTILHE!

A bordo de mini casas sobre rodas, avós italianas atravessam cidades levando a sua comida caseira

Fotografia regista ave a alimentar filhote com uma beata