Avó abusada e humilhada pelas suas cuidadoras morre após uma longa luta contra a demência

Esta é a história de Freda Jobson, uma senhora de 87 anos, que foi alvo de abusos e humilhação pelas suas cuidadoras.

Infelizmente, Freda veio a falecer recentemente com Alzheimer, rodeada pela família. A sua filha Maddy ficou muito aliviada por a mãe ter podido passar os seus últimos dias dignamente e com pessoas que a respeitam e amam.

Ao descobrir que ela tinha sofrido de mãos tratos por parte das suas cuidadoras, os familiares de Freda ficaram chocados e tiraram-na de imediato do lar onde residia, o Keldgate Manor.

Segundo Maddy, a idosa foi maltratada até perder a vontade de viver – três funcionárias do lar foram filmadas a fazer troça da mulher e a rir das suas dores.

Embora tenham sido despedidas de imediato, Freda não ficou no lar, pois os abusos psicológicos e físicos tinham sido demasiados para ela.

No vídeo da câmara oculta, é possível ver a mulher a gemer de dores, e as cuidadoras a rir e perguntar se ela era uma bruxa a praticar magia negra.

Noutro vídeo, as funcionárias podem ser vistas a colocar curativos antigos cheios de sangue das feridas de Freda à volta da sua cabeça.

“Ela estava tão vulnerável que não podia defender-se”, acrescentou Christine, a outra filha de Freda.

“A nossa mãe foi tão forte a vida toda. Estamos tão agradecidos por ela ter tido uma morte digna cercada por aqueles que amava. Era tão cuidadosa, todos sentiremos a falta dela”, concluiu Maddy.

Quanto às cuidadoras, Tracy Priestley, de 41 anos, Sophie Hinchsliff, de 24, e Danielle Snowden, de 25, estas foram condenadas a 12 meses de serviço comunitário e ao pagamento de uma multa, tendo ainda sido impedidas de trabalhar nesta área para o resto da vida.

É muito importante acompanhar os nossos idosos e certificarmo-nos de que eles são tratados com respeito, tal como merecem. PARTILHE!

Mulher procura casa da mãe falecida no Google Earth, aquilo que vê deixa-a absolutamente incrédula

Os seus filhos são intimidados por terem cabelo comprido – quando eles o cortam, todos percebem porquê