in ,

Colegas de trabalho fazem 3.300 horas extra para um pai cuidar do filho com cancro

Esta é a história de Andreas Graf, um pai de 36 anos que descobriu que o filho de 3 anos sofria de leucemia no fim de janeiro de 2017.

A família, residente na Alemanha, ficou em choque, e pouco depois do diagnóstico a mulher de Andreas faleceu de doença cardíaca. Andreas ficou arrasado e sentiu que tinha ficado sozinho, mas não podia deixar o emprego pois tinha de sustentar Julius, só que também não podia deixar o pequeno sozinho.

O menino passou muitos meses no hospital antes de poder ir para casa, e Andreas não podia passar muito tempo com ele por causa da carga horário do trabalho.

Então, os 700 funcionários da empresa fizeram algo verdadeiramente inesquecível que deixou Andreas extremamente emocionado: resolveram trabalhar horas extra e entrega-las a Andreas para este poder ficar com o filho.

Ao todo, fizeram uma doação de 3.300 horas extra, isto é, um ano inteiro de trabalho para Andreas.

O diretor da empresa diz sentir-se muito orgulhoso da sua equipa e da sua solidariedade incrível, pois chegou a haver funcionários a dar 30 horas!

Devido ao altruísmo dos colegas, Andreas vai poder cuidar do filho e acompanhá-lo na luta contra a sua doença.

Numa altura em que as pessoas parecem cada vez mais egoístas e individualistas, são casos como este que nos dão esperança e mostram que há ainda muita bondade no mundo.

PARTILHE!

Piada do dia: Sem-abrigo candidata-se para ser sommelier de vinho

Sem saberem, trigémeos são vítimas de experiência por 19 anos