in

Um médico corta os genitais do recém-nascido para provar que estava certo quando disse que seria uma menina

Esta é a história de Guriya Devi e Anil Panda, um casal que consultou o Dr. Anuj Kumar numa clínica particular em Chatra, Jharkhand, na Índia, assim que Guriya sentiu contrações.

Após fazer um ultrassom, o médico disse ao casal que iam ter uma menina e que deveriam optar por cesariana, que concordaram em pagar.

Contudo, foi um menino que nasceu, e ao perceber o seu erro, o médico terá levado o bebé para outra sala onde lhe cortou o pénis e testículos para que este passasse por uma menina e provar que estava certo.

Logo a seguir, o bebé morreu, e o médico disse que a “menina” tinha falecido por causa de deformidades.

Ao longo de toda a noite, os pais interrogaram o médico e a equipa e decidiram apresentar uma queixa oficial à polícia, que abriu uma investigação.

“Enviámos o corpo para o Hospital Chatra Sada depois da morte do recém-nascido. Uma equipa visitou o consultório do médico depois da queixa, mas tinha sido fechado”, conta Ashok Ram, porta-voz da polícia.

Segundo o Dr. D N Thakur, do centro médico Itkhori, uma inspeção levantou preocupações sobre a prática do Dr. Kumar.

“O proprietário e médico Anuj Kumar não pôde mostrar os seus documentos oficiais. Pedimos-lhe a 16 de abril que nos enviasse a sua licença e os papéis do seu gabinete, mas ele ainda não os entregou”, disse.

A investigação ainda está a decorrer, mas segundo o Dr. S P Singh, um exame revelou que os genitais do bebé tinham sido mesmo cortados.

Caso o Dr. Kumar seja condenado por crime, pode perder a sua licença para praticar medicina e ser obrigado a fechar a sua clínica.

Bebé nasce com marca no rosto e as pessoas ficam furiosas com os pais

Um menino está a transformar-se em pedra e não há nada que o possa curar