Homem perde a esposa depois de 60 anos de casamento e diz 10 palavras que a sua família nunca esquecerá

Os casais que são abençoados com a possibilidade de viver toda a vida juntos têm mais dificuldade em continuar a viver quando um deles é chamado pelo Senhor. O cônjuge sobrevivente luta com o sofrimento, a perda de um parceiro e a ausência da vida como a têm conhecido há tantos anos.

A casa que partilhavam agora parece vazia. A mesa agora só precisa de ser posta para um. Não há brincadeiras sobre o programa de televisão que está a dar e ninguém com quem dividir uma sobremesa. Não há ninguém a quem segurar a mão quando a doença chega.

Eles passaram mais de 60 anos juntos numa era em que os casamentos se desmoronam facilmente. Mas agora, um esposo está sozinho e enfrenta a vida sem amor.

Quando a preciosa esposa de Bobby Moore, Jerry, faleceu, ele ficou completamente perdido. Os dois conheceram-se e casaram jovens, depois dirigiram um salão bem-sucedido de bilhar.

Eles foram pais de cinco crianças e foram abençoadas com 12 netos e 21 bisnetos. Antes do funeral da esposa, Bobby entrou no quarto determinado a vê-la antes do resto da família e os visitantes chegaram. Ele inclinou-se e beijou suavemente os seus lábios pintados, dizendo depois as seguintes palavras:

“Eu sei que não me podes ouvir. Mas eu amo-te.”

Ele não podia suportar dizer adeus. Então, puxou uma cadeira e sentou-se ao lado dela. Bobby ficou lá ao lado da sua esposa durante quase uma hora, esfregando-lhe os braços e acariciando-lhe as mãos. Parecia que ele estava a confortá-la, mas na verdade, ele estava a confortar-se.

Quando a família finalmente chegou, ele perguntou a todos se eles achavam que ela estava bem. Todos concordaram. E ele chorou.

Por mais cinco horas, Bobby ficou ao lado da esposa. Ele não a deixaria até que fisicamente não pudesse permanecer lá por mais tempo.

April Yurcevic Shepperd descreveu o momento como belo e doloroso. A esposa de Bobby Jerry ainda estava lá com ele, ao seu alcance, mas amanhã seria outra história.

“Amanhã, depois de ela estar no fundo do chão, e ele voltar à sua casa, o que acontece então? As coisas dela ainda estarão lá – o cheiro da sua pele, listas de compras rabiscadas, a sua cadeira favorita, restos no frigorífico, a sua cama… a cama deles. Como dormir sozinho depois de 59 anos de deitar ao lado do seu melhor amigo? Não consigo imaginar alguma vez mais dormir. Hoje, eu testemunhei uma história de amor. E testemunharei novamente amanhã, quando a história finalmente terminar, e o palco estiver vazio e as luzes ficarem escuras.”

Bobby e Jerry foram únicos e o seu amor ainda será forte mesmo que ele sofra a sua ausência física. Que triste história e também uma bela homenagem ao amor verdadeiro. As nossas condolências para Bobby e a sua família.

PARTILHE!

Jovem mãe aceita ser barriga de aluguer para um casal, mas quando olham atentamente para o ultrassom, eles congelam

Hospedeira de bordo diz a uma mãe para sair do avião, depois o seu mundo é virado ao contrário