in

As mulheres que adoram rodear-se de plantas vivem mais, é o que diz a ciência

Sabia que viver numa área cheia de árvores, espaços verdes ou até mesmo floresta ajuda a ter melhor qualidade de vida, tanto a nível mental como físico?

Segundo um estudo de um grupo de investigadores de Harvard, publicado na Environmental Health Perspectives, as mulheres que vivem uma zona rica em vegetação vivem mais tempo. Na verdade, a taxa de mortalidade chega mesmo a diminuir em 12% nesses casos.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Planterina (@planterina) a

O teste contou com a participação de 108 mil mulheres, ao longo de 8 anos (entre 2000 e 2008), e uma avaliação cuidadosa da exposição das mesmas à natureza. O facto de o estudo não se basear numa autoavaliação das participantes mostra que, realmente, passar tempo na natureza tem benefícios.

“Uma grande parte dos aparentes benefícios dos altos níveis exposição à vegetação parece estar associada à melhoria da saúde mental”, disse o investigador Peter James.

Uma percentagem relevante das mulheres do estudo revelou uma redução nos níveis de depressão. Para além do alívio psicológico de estar em contacto com a natureza, cercar-se de plantas reduz a taxa de mortalidade por doenças respiratórias e tumores.

Não podemos todos morar no campo ou ao pé de grandes espaços verdes, por isso aconselhamo-lo a adquirir algumas plantas de casa e a fazer caminhadas na natureza sempre que possível.

PARTILHE!

Ela tem 102 anos e ele 100: apaixonam-se perdidamente e decidem casar!

Este homem cedeu a sua vaga de emprego para o colega com um filho doente que seria demitido