Pais impedem que médico desligue a máquina da filha. Segundos depois da discussão, provam que estavam certos

Quando alguém que nos é querido entra em coma, é muito complicado lidar com os medos e a tristeza que nos invade, principalmente quando são apenas crianças.

Infelizmente, Marwa, uma menina com 1 ano de idade, contraiu um vírus que danifica o cérebro e teve de ser internada em setembro deste ano num hospital de Marselha, em França.

Marwa ficou em coma induzido, e tudo indicava para que os médicos não a conseguissem acordar de novo.

Convencidos que não havia nada a fazer, os médicos explicaram aos pais de Marwa que mesmo que a menina viesse a acordar ficaria com mazelas cerebrais, e por isso o melhor era desligar as máquinas que a prendiam à vida.

Porém, os pais recusaram-se terminantemente a deixar ir a sua pequena, e dedicaram-se a uma página no Facebook que os ajudou a angariar dinheiro.

large_beb__acorda_antes_que_os_m_dicos_desliguem_suas_m_quinas__2_

Com mais de 114 mil assinaturas, através da campanha “Not Without My Marwa”, os pais conseguiram fazer uma petição ao tribunal para manter as máquinas da filha ligadas durante mais 2 meses.

Entretanto, a menina abriu os olhos, mostrando que também ia lutar, e ao contrário do que se previa os seus órgãos estavam a funcionar normalmente.

Depois deste sinal, os pais foram assegurados que Marwa podia continuar no hospital com o auxílio das máquinas.

Gosta desta página -->
large_beb__acorda_antes_que_os_m_dicos_desliguem_suas_m_quinas__1_

Gosta da nossa página no Facebook

“O tratamento dela continua e vemos um progresso diário. Isso dá-nos muita esperança. Quando falo com ela, ela ouve a minha voz, reage e algumas vezes sorri”, conta o pai de Marwa.

Esta história demonstra que a persistência naquilo que acreditamos vale a pena, pois estes pais não se resignaram às previsões e acabaram por ganhar a oportunidade de ver a filha crescer.

Se também ficaste emocionado com esta história, PARTILHA!