in

Idoso de 97 anos salva a aldeia pintando as casas com arte colorida

A história de hoje começou há pouco mais de 10 anos, quando Huang Yung-fu, na altura com 86 anos, se encontrou num dilema.

O governo do Taiwan tinha ameaçado deitar abaixo a sua aldeia, pois Huang era o último residente restante e pretendiam construir um complexo de apartamentos moderno.

Huang recebeu uma oferta em dinheiro para se mudar para outro sítio, mas não aguentou a ideia de deixar para trás a única casa que alguma vez tinha conhecido em Taiwan. Então, começou a pintar… mas vamos recuar um pouco.

Atualmente conhecido como “Vovô Arco-Íris”, Huang nasceu na China, e após lutar na Guerra Sino-Japonesa e na Segunda Guerra Mundial, lutou pelo Partido Nacionalista contra o governo comunista de Mao Tsé-Tung.

A derrota dos nacionalistas fez com que Huang e outros dois milhões fugissem para o Taiwan, onde o senhor se instalou, mais precisamente numa aldeia improvisada para os novos membros militares e famílias.

Era suposto ser uma solução temporária, mas para Huang acabou por se tornar o seu verdadeiro lar.

“Quando aqui cheguei, a vila tinha 1200 residências e todos nos sentávamos e conversávamos como uma grande família, mas todos se afastaram ou morreram e eu tornei-me solitário”, conta Huang, que passados 40 anos se viu a braços com a ameaça de destruição da sua casa.

Foi isso que o fez voltar para a arte, uma forma de aliviar a sua dor. Inicialmente, pintou um pequeno pássaro no seu bungalow, e foi continuando com gatos, pássaros e pessoas, pelos prédios vazios da aldeia.

Em 2010, um estudante universitário local encontrou a aldeia, e após ouvir a história de Huang, comprometeu-se a ajudá-lo.

Para isso, tirou algumas fotografias da aldeia e iniciou uma campanha de angariação de fundos, assim como uma petição para a salvar.

Rapidamente, a aldeia colorida tornou-se uma grande atração turística, e ainda hoje atrai mais de um milhão de visitantes anuais.

Para além de Huang ter conseguido assim manter o seu lar, agora tem muita companhia. “O governo prometeu-me que vai manter esta casa e esta aldeia. Estou muito feliz e agradecido”, disse.

Agora, Huang Yung-fu tem 97 anos e é carinhosamente chamado de “Vovô Arco-Íris” por todos os que apreciam as suas lindas e únicas pinturas.

Veja as fotografias do seu trabalho incrível e PARTILHE!

Idoso multimilionário procura esposa a quem deixar fortuna

A inveja de um amigo é pior que o ódio de um inimigo