in

Idoso com síndrome de Down supera todas as expectativas ao comemorar 77 anos

Esta é a história de Georgie Wildgust, um homem portador de síndrome de Down, que desafiou as probabilidades ao ter celebrado 77 anos no dia 16 de agosto de 2019.

Embora a expectativa média de vidas das pessoas com síndrome de Down se encontre entre os 50 e 60 anos, antes era muito mais baixa, e muitas não passavam dos 20 anos.

Segundo Georgie, a sua longevidade deve-se provavelmente a manter uma vida social ativa e ao amor e apoio da família, com quem pôde sempre contar.

Os médicos disseram que, provavelmente, Georgie não atingiria sequer a marca dos 10 anos, mas a família sempre fez tudo ao seu alcance para lhe dar uma vida feliz.

Atualmente, Georgie está aposentado, em Nottingham, e é uma das pessoas mais velhas do mundo com síndrome de Down.

“A mãe dele dizia sempre que ele podia fazer qualquer coisa, e por isso ele sempre foi muito independente”, conta Nikki Wright, sobrinha de Georgie, que faz questão de o visitar semanalmente.

Georgie trabalhou como jardineiro e criador de tapetes, e reside num lar desde que a sua mãe faleceu, no ano de 1993.

Tem dois irmãos, mais velhos a irmã Jean Yessyan, de 79 anos, que vive na Austrália e costuma falar com ele por Skype, e Colin, de 71 anos, que infelizmente faleceu já há 3 anos.

“Honestamente, todos os dias em que trabalhamos, ele faz-nos sorrir”, disse Kimberley Taylor, membro da equipa do lar.

Se havia dúvidas de que o amor e o carinho dão anos de vida, aqui está a prova.

13,5 toneladas de ouro são encontradas em cave secreta de ex-presidente da Câmara

Estas 19 imagens demonstram que ser pai é a “profissão” mais linda do mundo