Aos 19 anos, esta jovem mede 79cm e vive com dores excruciantes todos os dias, mas ela nunca para de sorrir

Esta é a história de Georgia Rankin, uma jovem de 19 anos, que surpreendentemente não tem mais altura que uma criança.

Georgia sofre de uma doença óssea que a impediu de continuar a crescer, porém não é altura que a incomoda e sim as dores que sente permanentemente.

“É uma grande nuvem na minha vida. A minha vida é dor. Não se trata apenas de ser pequena. Não há escapatória. A dor está aqui desde o momento em que acordo até ir para a cama”, conta Georgia.

Na infância, Georgia não tinha amigas, não era convidada para festas e passava muito tempo sozinha, por isso adotou um pequeno cão a quem deu o nome de Poppy. Poppy sabe sempre que a dona está com dores e faz questão de a proteger.

“Eu gosto de ser única. Agora, eu não quero ser igual a todos os outros”, conta Georgia, que aprendeu a aceitar a sua diferença.

Georgia aceitou sem operadas em ambos os quadris quando tinha 13 anos para aliviar as dores, embora os médicos a tenham avisado que podia não conseguir andar depois da cirurgia, pois já estava desesperada.

Contudo, as dores continuaram, e atualmente Georgia toma analgésicos até quatro vezes por dia, entre eles morfina e paracetamol, para além de medicamentos anti-inflamatórios duas vezes por dia e uma anestesia local nos quadris.

Felizmente, Georgia ainda consegue divertir-se, e ri-se muito ao perceber que era tão alta como a gravata que usava na escola, ou quando usou a meia de Natal como um saco-cama!

Entretanto, a jovem criou o seu próprio canal de maquilhagem, onde mostra que mesmo tendo algumas limitações, pode ser-se feliz.

PARTILHE!

2 crianças fazem performance incrível da dança “Footloose” e deixa os jurados boquiabertos

Um casal no rendimento social de inserção quer que o Estado pague o seu casamento