Outras duas crianças faleceram de envenenamento por este erro comum: precisa de saber disto!

Pouco antes do Natal, Alyssa Alcaraz, uma menina de 12 anos, começou a sentir-se mal, deixando a mãe Keila bastante preocupada.

Keila foi logo para o hospital com a filha, que costumava ser muito enérgica, mas infelizmente Alyssa acabou por ser uma das muitas crianças que têm vindo a morrer por “envenenamento”.

Depois ser analisada por um médico do Kawaeh Delta Medical Center, na Califórnia, a menina foi enviada para casa com as seguintes recomendações: descanso, beber água e tomar analgésicos.

O médico achava que se tratava de uma gripe e que Alyssa iria recuperar brevemente, mas passados três dias a pequena morreu.

O que aconteceu foi um erro de diagnóstico, pois não se tratava de uma gripe mas sim um choque séptico e paragem cardíaca.

Segundo Greg Martin, médico de emergência da Escola de Medicina da Universidade Emory, várias crianças têm vindo a morrer de Sepse, também conhecida como envenenamento por sangue.

Na verdade, a Sepse é uma infeção do sangue que acontece quando o nosso sistema imunitário reage exageradamente a outra infeção. A sepse ocorre quando a infeção se alastra por todo o corpo, afetando os órgãos vitais da pessoa. O sistema imunitário liberta uma série de substâncias, fazendo com que os vasos sanguíneos percam a fluidez, e pouco tempo depois, os órgãos mais importantes são afetados. Caso não seja tratada atempadamente, pode mesmo ser fatal.

Os sintomas desta doença podem ser confundidos com uma gripe, pneumonia ou algo do género, o que torna mais difícil o seu diagnóstico. Muitas vezes, quando os médicos dão por isso, já é demasiado tarde.

Por exemplo, Kyler Baughman, um jovem de 21 anos, estava a estudar para ser personal trainer quando teve febre. Kyler acabou por ir ao hospital porque os sintomas pioraram rapidamente, e em menos de um dia, o jovem saudável faleceu de Sepse.

No ano de 2014, uma menina de 3 anos chamada Pippa foi diagnosticada com pneumonia, e morreu de sepse passado algumas horas.

Segundo a Sepsis Alliance, cerca de 26 milhões de pessoas sofrem de Sepse anualmente em todo o mundo, sendo das principais causas de morte infantil.

Para prevenir isto, o mais importante é ter uma boa higiene e lavar e desinfetar sempre as feridas independentemente do tamanho das mesmas. As crianças devem ainda ser vacinadas, pois qualquer outra doença pode causar Sepse.

PARTILHE!

Mulher de 52 anos faz madeixas roxas no seu cabelo branco. Minutos depois, a transformação incrível é revelada

Modelo leva irmã com síndrome de Down a uma sessão fotográfica surpresa para que ela se possa sentir como uma estrela