Empregada de mesa atende cliente rude durante anos a fio – quando ele morre, o inimaginável acontece

Esta é a história de Melina Salazar, uma empregada de mesa do restaurante Luby, em Brownsville, no Texas, que faz questão de tratar todos os clientes com delicadeza e profissionalismo.

Um dos clientes era Walter Buck, um veterano de guerra de 89 anos, bastante rabugento e maldisposto.

Walter era conhecido pela sua exigência e por não ter qualquer problema em reclamar e ofender os empregados se algo não estivesse tal e qual como desejava.

A única pessoa que não se recusava a servi-lo era Melina, compreensiva e sorridente, que não se importava de aceder aos seus estranhos e minuciosos pedidos.

Certo dia, Walter deixou de aparecer no restaurante, e Melina reparou logo pois era a única que o atendia. Então, decidiu tentar descobrir o que se passava, e pouco depois viu o nome do idoso no obituário de um jornal que estava a ler.

Melina ficou muito triste depois de descobrir que Walter tinha falecido, e ficou em choque quando soube que o idoso lhe tinha deixado parte da sua herança.

Na verdade, Walter deixou 170 mil dólares e um carro à empregada de mesa! Embora ela mal o conhecesse, a bondade dela fê-lo querer deixar-lhe um agradecimento.

Melina sempre fez questão de o tratar bem pois sabe que as pessoas têm histórias difíceis e nem sempre sabem como agir.

No caso de Walter, ele era rude porque não estava acostumado a ser acarinhado, mas soube reconhecer quem era bom para ele e no final retribuiu.

PARTILHE!

Há 70 anos, ela deu um chocolate a uma grávida num campo de concentração. 70 anos depois, algo inacreditável acontece.

Sem-abrigo pede à polícia para tomar banho – então, os agendes decidem oferecer-lhe uma transformação completa!