in

Mulher constrói bebedouro público para pessoas sem-abrigo no muro da sua casa

Esta é a história de Márcia Regina Pini, advogada de Porto Velho, no Brasil, que resolveu construir um bebedouro público no muro da própria casa.

A iniciativa de Márcia partiu da vontade de ajudar as pessoas sem-abrigo, que nem sempre têm acesso a água potável, e desta forma já podem matar a sede, sem pagar nada.

Após tomar conhecimento que muitos sem-abrigo sofrem de problemas reinais por não beberem água suficiente, Márcia não conseguiu ficar indiferente.

O novo bebedouro situa-se na Rua Brasília, no Bairro São Cristóvão, Rio de Janeiro, que pode ser utilizado por qualquer pessoa e está equipado com um equipamento elétrico que permite manter a água fresca.

“Fiquei a pensar numa forma de os sem-abrigo não precisarem de tocar à campainha. E não só para atender essa população, mas qualquer pessoa que passar e tiver sede. Afinal, a água é a fonte da vida e a sede é uma tortura”, explicou a advogada.

Márcia comprou uma pia, uma torneira e o equipamento elétrico para a construção, que ficou pronta em 6 meses.

Embora tenha sido muito criticada pela família e vizinhos, no final todos reconheceram que era uma boa ação.

“Às vezes as pessoas têm medo. Ficam preocupadas, mas os sem-abrigo não são violentos. Hoje, vemos pessoas a passar, a encher a garrafa e eu fico feliz de poder contribuir”, diz Márcia.

A advogada faz questão de limpar o bebedouro diariamente e repor o stock de copos descartáveis.

A vigilância sanitária do bairro já passou por lá para verificar o funcionamento e a qualidade da água, que foi aprovada.

No final, Márcia decorou o espaço com alguns materiais que tinha em casa, para o tornar mais acolhedor e convidativo.

A seguir, a advogada quer criar uma cantina onde as pessoas mais necessitadas tenham a possibilidade de comer gratuitamente.

PARTILHE esta excelente ideia com os seus amigos e familiares!

Três meninos despedem-se do pai militar diagnosticado com tumor cerebral semanas após descobrir que a mãe está grávida

Isto é o que a sua namorada quer, mas que nunca lhe pedirá