Mãe queima e tira a vida ao abusador da filha – agora, o juiz decide o impensável

No dia 17 de outubro de 1998, Veronica, uma menina de 13 anos, ia comprar pão no bairro de Alicante, em Espanha, quando foi abusada sexualmente.

O abusador, chamado Antonio Cosme, tinha-a ameaçado com uma faca, e acabou por ser preso depois do ataque.

Porém, Antonio foi libertado passados 7 anos, em junho de 2005, e tentou aproximar-se da mãe de Veronica, Maria del Carmen, para saber como estava Veronica.

As duas já tinham recebido ameaças de morte, e Maria interpretou aquilo como outra ameaça de morte contra a sua filha.

Com medo do que pudesse acontecer, a mãe de Veronica dirigiu-se a um posto de gasolina, comprou uma garrafa de combustível, foi ao bar onde Antonio estava e pegou-lhe fogo. O homem acabou por morrer e Maria foi presa pelo crime que cometeu.

Atualmente, 12 anos depois do assassinato de Antonio, Maria foi perdoada pelo tribunal e vai poder sair em liberdade antes do Natal.

A mulher alega não se lembrar de nada do incidente, mas a família de Antonio exige que justiça seja feita.

Qual a sua opinião? PARTILHE!

Homem resmungão insiste em mandar fora artigos de casa novos. Vizinho apercebe-se que é por uma boa razão

Uma das casas mais pequenas da Suécia foi vendida – veja como é o interior dos 22 metros quadrados