in

“Se não habituar a criança a esperar, a criar, a negociar, a ceder e a sentir frustração, você está a prejudica-la”

Atualmente, a maioria dos pais acaba por prejudicar emocionalmente as crianças, apesar de as querer ver felizes.

Muitos pais pensam que impedir os filhos de lidar com situações frustrantes é positivo, mas a verdade é que as crianças também precisam de saber enfrentar esse tipo de situações.

Os pais devem incentivar à autonomia e ao desenvolvimento de resistência à frustração, pelo que tentar aparar todos os golpes da criança e protege-la em demasia apenas a tornará mais dependente e impaciente.

A longo prazo, isso poderá ter repercussões bastante negativas na formação da personalidade da criança e no seu comportamento futuro enquanto adulta.

Para ajudar relativamente a este tema, trazemos um vídeo de Leo Fraiman, psicoterapeuta, supervisor clínico e diretor da clínica Leo Fraiman de Psicoterapia e Gestão de Carreiras.

Leo também é especialista e mestre em psicologia educacional e desenvolvimento humano, pela Universidade de São Paulo.

Veja o vídeo e PARTILHE!

Motorista para autocarro para ajudar mulher cega a atravessar a rua 

Empresa oferece 1445 dólares e uma viagem até à Bélgica para beber cerveja e relaxar