in

Jovem indiana arrasta agressor sexual pelos cabelos até à esquadra

Esta é a história de Pradnya Mandhare, uma jovem indiana de 20 anos que foi assediada em pleno dia, diante de dezenas de pessoas, não tendo sido ajudada por ninguém.

Pradnya tinha acabado o dia de aulas na Universidade de Sathaye e estava à espera do comboio, quando um homem visivelmente embriagado lhe começou a tocar inadequadamente.

“Ninguém se chegou à frente para ajudar. As pessoas pararam para olhar, mas ninguém teve sequer a preocupação de perguntar o que se estava a passar. Comecei a bater-lhe com a minha mala. Ele tentou bater-me, mas eu consegui dominá-lo por causa do seu estado de embriaguez”, relata a jovem.

Entretanto, Pradnya arrastou o agressor sexual pelos cabelos, um homem de 25 anos toxicodependente que estava de facto alcoolizado, até ao posto da polícia da estação

A jovem acabou por tornar-se um símbolo de coragem para as mulheres na Índia, que muitas vezes não conseguem apresentar queixa.

“Todas as mulheres devem lutar e não devem ficar caladas. Estou grata por a polícia me ter ajudado e ter prendido o atacante”, conta Pradnya.

PARTILHE!

Esta casa estava fechada há 70 anos, quando a abriram…

Casal resgata roupa do casamento para celebrar 50 anos do matrimónio