in

Mesmo sofrendo de bullying, menino deixa cabelo crescer para fazer perucas para crianças com cancro

Esta é a história de Christian McPhilamy, um menino de 8 anos residente na Flórida, nos EUA, que teve uma ideia muito altruísta há cerca de 2 anos, após ver um anúncio na televisão sobre um hospital de crianças com cancro, o St. Jude Children’s Hospital.

Nesse dia, Christian decidiu que ia deixar crescer o seu cabelo para futuramente doá-lo às crianças que ficam carecas por causa dos tratamentos de quimioterapia.

No final, conseguiu doar mais de 25 centímetros de cabelo. Mas não foi fácil – infelizmente, durante o processo de crescimento do cabelo, Christian foi vítima de bullying na escola.

“Os colegas de escola dele chamavam-no de menina. Até mesmo os professores e amigos da família diziam que ele devia cortar o cabelo e até ofereciam dinheiro para ele cortar. Mesmo assim, ele nunca se desviou do objetivo e procurou educar os outros sobre o motivo da sua escola”, contou Deeanna Thomas, a mãe.

As crianças doentes estão muito gratas por Christian não ter desistido, mesmo tendo tido de lidar com ofensas, falta de compreensão e piadas. Quanto aos seus pais, não podiam estar mais orgulhosos dos valores do filho.

PARTILHE!

Uma pessoa negativa vê só as coisas más: esta breve história explica-nos o porquê

Um enfermeiro de 29 anos “casa” com uma menina de 4 anos: a história é emocionante