in , ,

Ela pensa que está a tirar fotos a uma casa abandonada. Quando faz zoom? Chocante!

Muitas pessoas são apaixonadas por viajar, passear e conhecer culturas e sítios novos e diferentes, e quando o fazem, acabam sempre por documentar as suas aventuras em formato digital.

Uma dessas pessoas é Leslie, conhecida como “The Tourist” no Instagram, uma mulher com o hábito de explorar e fotografar edifícios abandonados em Ontário.

Em 2015, no dia do seu aniversário, decidiu parar numa casa que sempre lhe prendeu a atenção… mas não estava preparada para o que ia encontrar lá.

Aqui fica o seu testemunho:

“Este é o Lawrence. Ele mora numa casa que eu pensava que estava abandonada. A entrada está coberta de ervas, o telhado desmoronado, e o interior levava qualquer pessoa a acreditar que o local tinha sido abandonado. Encontrei-o na sala de estar. Ele tem muitas dificuldades de mobilidade, por isso passa a maior parte do seu tempo lá, sozinho.

Ele não tem o olho direito e tem cataratas a infetar o da esquerda. Vou publicar esta imagem na esperança que incentive pelo menos uma pessoa a ligar para alguém que nunca mais tenha contactado ou alguém que tenhas esquecido. As almas velhas ainda têm muita vida, e eu sinto-me abençoada por ter encontrado esta.

A casa que roubou o meu coração – este é o exterior da casa do meu novo amigo. Hoje à noite, sentámo-nos na rua e apreciámos a noite maravilhosa. Ele explicou-me como as suas lesões começaram em 2000, quando um touro lhe fraturou o quadril, e falou-me da doença dos seus irmãos e de como perderam o contacto. Ele disse-me que eu era uma bênção para ele. Eu disse que não podia colocar em palavras o que ele significa para mim. Hoje foi o primeiro de muitos jantares com o meu novo amigo. Durante 3 horas, comemos, bebemos e rimos. Tive a sorte de ouvir sobre a sua vida, as suas lutas e triunfos. Foi realmente uma das melhores experiências da minha vida e mal posso esperar por partilhar outra refeição com uma alma tão gentil.”

Entretanto, Leslie tem publicado atualizações sobre o seu amigo:

“Ele está de bom humor e muito feliz de ter algum espaço em casa. Consegui tirar o frigorífico, o fogão e o congelador velho, juntamente com inúmeros sacos de lixo e outras coisas, tudo possível graças a uma generosa empresa e rapazes fantásticos com corações grandes e costas fortes. Não posso agradecer o suficiente a todos pelo apoio e generosidade durante este período da minha vida, e da dele! Depois de algumas visitas recentes ao médico, é evidente que a sua saúde está a piorar rapidamente. Estes podem ser os últimos meses que tenho com o meu amigo. Ele falou-me dos preparativos para o funeral e pediu-me para estar lá.”

“Ele disse que o dia em que apareci foi o melhor da sua vida, e eu entendo como ele se sente. O melhor dia da minha vida foi quando eu o conheci. Ele deu-me a oportunidade de fazer alguma coisa por alguém – um ato de bondade sem expectativa de recompensa. É uma oportunidade rara e estou feliz por ter sido capaz de aceitar o desafio.”

“Depois de uma estadia prolongada em dois hospitais diferentes, devido ao seu último enfarte, Lawrence vive agora num lar de idosos local. Está muito melhor, seguro, confortável e feliz por estar perto de pessoas novas, embora eu saiba que ele sene falta de casa. Eu levo a minha cadela Violet comigo quando o vou visitar, e ela parece divertir-se muito. O aniversário de Lawrence está a chegar, no dia de São Valentim, e mal posso esperar para comemorar com ele.”

Esta rapariga teve uma atitude linda ao acompanhar uma pessoa que se encontrava sozinha e abandonada. Uma história de uma amizade improvável e inesperada muito emocionante!

PARTILHE!

Graças ao parto de emergência, bebé faz anos no mesmo dia que o pai e o avô

Jacinto, o Cão Que Espera Pelo Dono Que Faleceu No Terramoto No México