Viúva do mergulhador herói presta tributo e deixa mensagem emotiva às 12 crianças: “não se culpem”

Recentemente, um mergulhador tailandês perdeu a vida na missão de resgate das 12 crianças que se encontravam presas na gruta.

O grupo estava preso com o treinador há 2 semanas, e Saman Kunan, um ex-integrante da elite dos Navy SEALS da Tailândia de 38 anos, quis ajudar, sendo a única vítima da operação.

Entretanto, a mulher de Saman, Valeepoan Kunan, partilhou várias fotografias do falecido marido no Instagram. Quando foram partilhadas as primeiras imagens dos jovens já fora da gruta, em segurança, e a sorrir numa cama de hospital, a viúva partilhou uma fotografia do marido com a seguinte mensagem:

“Sinto a tua falta. Vou amar-te como és do fundo do coração… de agora em diante, quando acordar… quem vou beijar?”

Ao longo das operações de resgate, muitos acharam imprudente da parte do treinador da equipa de futebol infantil levar as crianças para a gruta, mas Valeepoan assegura que não guarda ressentimentos e deixou um pedido aos rapazes: “por favor, não se culpem”.

Saman praticava triatlo e adorava desportos de aventura, tendo deixado a Marinha em 2006 para começar a trabalhar no aeroporto de Suvarnabhumi.

O mergulhador nunca perdeu o contacto com os colegas, e ainda participava em algumas atividades com a unidade que tinha integrado, tal como a missão na gruta no dia 1 de julho.

Se também admira este grande herói que deu a sua vida pelas crianças, PARTILHE!

30 anos depois de o pai desaparecer, rapaz descobre fotografia arrepiante numa notícia local que o faz correr para a polícia

Polícias arrasam durante desafio de sincronia labial e o vídeo torna-se viral instantaneamente