Eles são os trigémeos mais raros do mundo: veja como eles estão hoje após uma cirurgia histórica

Esta é a história de Amy e Mike Howard, um casal que teve a surpresa das suas vidas quando soube que ia ter trigémeos.

Surpreendentemente, os três foram concebidos naturalmente e sem recurso a qualquer tratamento de fertilidade, o que já de si é algo raro, mas na verdade o seu caso foi o mais raro do mundo – de 1 em 500 milhões.

Hunter, Jackson e Kayden nasceram com o mesmo defeito de nascimento raro: os seus crânios eram maiores que o normal e apresentavam frentes pontiagudas, o que conferia uma forma triangular às suas cabeças.

A condição, chamado craniossinostose, é muito incomum e faz com que os ossos do crânio dos bebés sejam formados muito cedo, ocorrendo apenas num em cada 2500 nascimentos.

Porém, a probabilidade de ocorrer em trigémeos é extremamente reduzida, e caso não seja tratada as consequências podem ser bastante graves.

“Não ameaça as suas vidas agora, mas pode ter consequências no futuro se não for tratada”, disse o Dr. Chester.

Com apenas 11 semanas, os bebés foram submetidos a uma cirurgia de correção. Durante dois dias, Amy e Mike estiveram em constante alerta, com o coração nas mãos, à espera que as operações acabassem. “Eu estava com muito medo”, conta Mike.

Nas três cirurgias à parte, os cirurgiões cortaram uma tira de osso de cada bebé, e novamente os trigémeos fizeram história ao ser submetidos a essa cirurgia e superá-la com sucesso.

Dois dias depois, os pequenos puderam ir para casa, equipados com capacetes ortopedistas feitos à medida especialmente para eles, para ajudar a dar aos seus crânios a forma normal.

PARTILHE!

Homem oferece boleia a adolescente na estrada congelada, mas nunca esperou ouvir as palavras que saíram da sua boca

Uma mulher dá à luz no banco de trás do carro, o pai do bebé fica chateado porque o seu novo carro ficou sujo