in

Tire o tablet do seu filho e dê-lhe um instrumento musical

Atualmente, as novas tecnologias prendem por completo as atenções dos mais novos, com jogos complexos e atraentes.

Muitos pais acreditam que esses jogos são estimulantes e contribuem para o desenvolvimento cognitivo dos filhos, mas os especialistas defendem que seria muito melhor dar-lhes um instrumento musical.

No seu livro “O cérebro da criança explicado aos pais”, o neuropsicólogo espanhol Alvaro Bilbao diz que aparelhos como tablets ou smartphones não são minimamente indicados para as crianças.

Em vez disso, um instrumento musical ajuda a aumentar a capacidade de raciocínio e concentração delas. É muito importante que os pais façam as escolhas certas, pois é deles que depende o potencial intelectual das crianças.

Segundo um estudo publicado na revista Psychiatry Molecular, 50% da inteligência é determinada pelos genes, e o restante pelos estímulos recebidos desde cedo.

“Uma criança pode ter um potencial genético para atingir 1,90 metros, mas se os pais não a alimentarem bem, nunca chegará lá”, explica Bilbao.

Os primeiros 6 anos de vida de uma criança são os mais importantes no seu desenvolvimento, e ao longo do mesmo devem estar envolvidas frequentemente em atividades ao ar livre e em grupo, como por exemplo aulas de música.

Por fim, um estudo da Universidade de Toronto publicado na revista Psychological Sciente, estudar música apresenta uma correlação positiva com o desenvolvimento cognitivo.

PARTILHE!

Cão de rua carrega a sua tigela de comida a todos os lugares onde vai

Neta transforma a mini casa de mais de 30 anos da sua avó no lar dos seus sonhos