Testemunha de Jeová, uma mãe recusa uma transfusão sanguínea e morre na sequência dessa decisão

A história de hoje é sobre uma testemunha de jeová de 27 anos, chamada Eloise Dupuis, nascida em Lévis, no Canadá.

Eloise estava prestes a dar à luz o primeiro filho, quando surgiram complicações e teve de ser transferida urgentemente para o Hotel-Dieu de Lévis para fazer uma cesariana.

O bebé nasceu completamente saudável, mas a mãe recusou uma transfusão de sangue devido às suas crenças religiosas e acabou por morrer.

Embora seja legal recusar uma transfusão de sangue, esta decisão traz bastantes polémicas.

“O dever de tratar, de prestar assistência e cuidados médicos tem um limite que é chamado de consentimento absoluto do paciente, e os médicos não têm o direito de tratar um paciente sem o seu consentimento”, explica um advogado local especializado em direito médico.

Em resumo, é obrigatório que os médicos respeitem as crenças dos seus pacientes, mas trata-se de uma questão muito delicada e discutida atualmente, principalmente este caso em que um bebé ficou sem mãe por motivos religiosos.

Qual a tua opinião acerca desta situação?

Curiosidades: os objetos caseiros mais antigos do mundo

Adolescente de 15 anos em bicicleta resgata menina de sequestrador