Governo retira subsídios de uma mulher tetraplégica e diz para ela procurar trabalho

Recentemente, o governo do Reino Unido decidiu deixar de prestar apoio financeiro a Julie Rodger, uma mulher tetraplégica, o que deixou muitas pessoas revoltadas.

A mulher perdeu todos os subsídios porque o marido se esqueceu de ir a uma das reuniões, e depois disso o governo ainda exigiu que ela arranjasse trabalho, ainda que sofra de graves danos cerebrais e paralisia total.

Julie é inteiramente dependente, pois não consegue fazer nada sem auxílio, e embora o marido se tenha esquecido da reunião, já tentou de tudo para que o subsídio fosse reposto.

Porém, o governo não quis saber e ainda enviou um aviso oficial para Julie, a exigir que esta começasse a trabalhar.

Gosto desta publicação -->

“Para aqueles que conhecem a minha mulher Julie, o governo decidiu, com a sua grande sabedoria, retirar toda a ajuda financeira e agora pede-lhe para encontrar emprego. A Julie é tetraplégica e sofre de graves problemas cerebrais por hipoxia. Não pode fazer nada sozinha. A Julie vai ao centro de emprego na segunda-feira, depois do “milagre dos trabalhadores” a ter curado dos seus problemas”, disse o marido revoltado.

Com toda a polémica que foi gerada em torno do caso, o governo aceitou revê-lo num futuro próximo.

PARTILHE!

Um menino explica a diferença entre a mãe pobre e o pai rico

Menina de 12 anos ventríloqua arrasa na final do Got Talent com dueto quase “impossível”