Mulher pergunta a rapaz porque é que ele visita esta avó 5 vezes por dia e obtém resposta arrepiante que nunca esquecerá

A enfermeira de emergência Darrien Middleton ama a sua avó Wilma tremendamente, mas não pode vigiá-la a cada segundo do dia – mesmo que o quisesse. Porém, acontece que Nana Wilma já tem um surpreendente anjo da guarda na terra.

Nana Wilma recebeu um diagnóstico chocante de cancro no pulmão há dois anos e passou por uma cirurgia debilitante para remover parte do mesmo. Seis meses depois, ficou chocada quando o médico a informou de que ela agora tinha cancro da mama.

“Dois cancros separados por menos de um ano de intervalo; foram dois longos anos, para dizer o mínimo. Felizmente, ela ainda está a lutar”, conta Darrien.

Durante vários anos, Darrien cuidou com carinho da avó e quis que esta fosse morar com ela, para poder ajudá-la melhor na luta contra o cancro. Mas Darrien diz que Wilma é teimosa e recusa-se a deixar a sua casa de 38 anos.

“Ela ama a sua casa, a sua independência, o seu quintal e especialmente os seus vizinhos. Todas as manhãs, por volta das 6 horas, ela acorda, toma um café e vai diretamente para a varanda”, diz Darrien.

Ela admite que muitas pessoas não teriam coisas boas para dizer sobre o bairro decadente da avó Wilma, mas é aí que a família encontrou um raio de esperança nestes tempos sombrios. A bondade dos vizinhos de Wilma foi uma verdadeira bênção.

“Eu trabalho a tempo inteiro no departamento de emergência na nossa cidade natal no turno da noite. Só isso deixa a minha agenda muito limitada, além de ser uma estudante também a tempo inteiro. Não temos muita família aqui, então levar a avó de um lado para o outro todos os dias e poder vê-la com frequência (ou tanto quanto eu gostaria) tem sido difícil para mim. É aí que entram os seus vizinhos lindos. Eles examinam-na várias vezes por dia e até ajudaram a levá-la para consultas de quimioterapia e radioterapia. Honestamente, isso fá-la continuar, não posso ir até casa dela sem alguém, em algum momento, gritar “Ei, senhora Wilma, como está?”. Ela conhece todos pelo nome e eles amam-na tanto quanto eu.”, explica Darrien.

Um vizinho em particular ilumina sempre o dia da avó Wilma. Caleb, um jovem de 7 anos, vai vê-la sempre que pode.

Wilma alimenta Caleb quando tem algo extra e dá-lhe a atenção que ele deseja. Caleb, o seu pai e dois irmãos moram com a avó na casa ao lado.

Darrien diz que Caleb é uma velha alma que todos no bairro adoram, e é por isso que ela se sentiu compelida a partilhar a história de Wilma e Caleb com o mundo. Ele vai sentar-se na varanda com ela e os dois conversam, ou simplesmente sentam-se em silêncio felizes.

“A minha avó é tão apegada a ele e o vínculo que eles têm é incrível. Ele não vem de uma família muito abastada, mas pode ver-se que foi criado com amor. Ele começa a dançara num piscar de olhos, fala sobre o quanto gosta da escola, e fá-la rir até chorar. Este menino merece o amor. Ele destaca-se da norma e traz tanta alegria para a vida de todos à volta dele. Eu sou tão grata por ele e pelo amor que ele demonstrou à minha avó, eu sei com certeza que ele a ajudou nos seus dias mais difíceis. Nunca saberá o quanto eu realmente o aprecio, espero que um dia perceba o impacto que teve na sua vida e na minha também”, conclui a jovem.

Wilma vai passar por mais 30 sessões de radioterapia em breve, mas não importa o que aconteça, ela tem a sua família, os seus vizinhos e Caleb presentes e a torcer por ela, em Jackson, Tennessee, na varanda da frente.

Esta é a prova que o género não importa, a idade não importa. O que importa é o amor.

Jurados carregam no botão imediatamente ao ouvir voz arrepiante no palco. Eles não conseguem acreditar que a voz vem de uma menina

Jovem de 21 anos com um dos corpos mais modificados do mundo… 40 operações e 150 tatuagens