Uma menina de 5 anos fica muda e paralisada durante 12 horas. Os médicos descobrem esta picada na cabeça dela

Esta é a história de uma menina de 5 anos chamada Kailyn Kirk, que ficou paralisada e muda durante 12 horas depois de ter sido mordida por uma carraça.

Segundo Jessica Griffin, a mãe de Kailyn, a pequena caiu da cama ao acordar na quarta-feira, quando se estava a preparar para a escola.

Jessica não fez caso, poi achou que as pernas da pequena estavam dormentes, mas enquanto vestia a menina, reparou que ela não estava a falar normalmente.

Após alguns segundos, a mãe de Kailyn encontrou uma picada estranha na cabeça da menina e levou-a logo para o hospital de Mississippi.

Os médicos analisaram de imediato a pequena, e confirmaram que esta estava a sofrer de uma forma de paralisia temporária devido a uma substância tóxica na saliva da carraça. No final, acalmaram-na ao explicar que quando retirassem a carraça da sua cabeça, os sintomas desapareciam aos poucos em 12-24 horas.

Depois do susto, Jessica resolveu falar sobre o caso nas redes sociais para alertar outros pais e aconselhá-los a estar sempre atentos à presença de carraças no corpo dos filhos, pois estes insetos podem provocar problemas de saúde graves, como problemas respiratórios, ou até mesmo a morte.

Num caso de paralisia tóxica, há certos sintomas que ocorrem antes de a pessoa ficar paralisada, como sentir-se cansada, dormente nas pernas e com dores musculas.

Felizmente, os sintomas desaparecem entre 12 a 24 horas após a carraça ser retirada do corpo da vítima. Contudo, é fundamental certificar-se que a carraça foi totalmente removida, pois caso vestígios desta continuem no corpo, os problemas de saúde podem manter-se e até mesmo agravar-se.

Se suspeitar de uma carraça no corpo do seu filho, não hesite em consultar um médico imediatamente.

PARTILHE, é importante!

Milionário doa toda a sua riqueza e morre de cancro

Um pequeno bebé de 2 meses é abandonado entre dois túmulos num cemitério