SEGUE O PARTILHADO NO FACEBOOK

Emocionante

Médicos não acreditam que bebé prematuro e com rara disfunção possa sobreviver. Mas 3 meses depois, ele surpreende a todos

A fase mais frágil do ser humano é aquela em que este é bebé, pois como são muitos pequenos é muito fácil magoá-los.

Mathew Riddle III mal cabia na palma da mão de um adulto, sendo considerado prematuro por ter nascido depois de apenas 28 semanas de gestação, e sofreu bastante para sobreviver.

A equipa médica que ia acompanhando a gravidez de Jenevive Cook, a mãe de Matthew, percebeu nessa semana que o menino não estava a crescer nem demonstrava sinais de desenvolvimento dentro do útero, por isso resolveram colocar Jenevive em trabalho de parto.

Assim nasceu Matthew, com menos de 500 gramas, com o diagnóstico de uma rara condição de saúde chamada nanismo primordial. Esta condição está diretamente ligada à microcefalia e significa que o seu portador vai ter um tamanho reduzido para toda a vida.

large_14352081-1294027950618349-3124097342111503433-o-1477687990

Matthew passou 98 dias internado, e os médicos quase ponderaram em desistir dele, pois o cérebro do bebé tinha parado de crescer e assim não poderia sobreviver muito mais tempo.

Porém, Matthew mostrou ser um verdadeiro lutador e após mais 3 meses, começou a mostrar sinais de desenvolvimento!

large_capa_

Iria conseguir andar, falar, brincar, e fazer tudo o que qualquer criança faz, com a exceção de ser mais pequeno, mas o que importa era a possibilidade de sobreviver.

Atualmente, o menino tem 7 meses e pesa pouco menos que 2 quilogramas, o que apesar de ser muito pouco é um progresso, ainda mais tendo em conta que não havia grande esperança que ele sobrevivesse.

Gosto desta publicação -->
large_sem_t_tulo

Embora já tenha precisado de uma cirurgia para impedir a ocorrência de derrames, e tenha de frequentar o hospital com regularidade, este lindo pequeno não desiste e a família está determinada em dar-lhe tudo do melhor!

SEGUE O PARTILHADO NO FACEBOOK

Mais Populares

To Top