in

Uma mãe vai buscar a filha à escola e descobre que prenderam os seus sapatos no pé com fita adesiva

Esta é a história de Jessica Hayes, uma mãe trabalhadora que recentemente teve uma surpresa bastante desagradável quando foi buscar a filha à escola.

Jessica encontrou a filha de 17 meses de idade com fita adesiva enrolada à volta dos tornozelos e sapatos, para os apertar.

Rapidamente, a mãe da pequena foi para casa com ela, e após tirar fotografias para registar o acontecimento, retirou a fita adesiva.

Infelizmente, o processo foi complicado porque a fita estava presa à pele delicada da bebé e deixou marcas.

Entretanto, Jessica contactou o diretor da escola para relatar o incidente, partilhando a sua história com outra mães para as alertar.

A julgar pelos comentários que recebeu, aparentemente, esta prática é utilizada para impedir que as crianças tirem os sapatos – mas como diz Jessica, esse ato é perfeitamente compreensível e espontâneo nesta idade.

“Em vez de prender fita na pele dos bebés, porque é que simplesmente não prestam atenção?”, questionou.

O diretor, que não estava a par dessa prática, justificou que de certeza que a equipa estava com muito trabalho e escolheu essa solução rápida. Contudo, admitiu que não foi correto e demitiu os dois educadores responsáveis pela situação.

Embora muitas mães tenham ficado do lado de Jessica, outras criticaram-na por ter partilhado a sua experiência, prejudicando a reputação de toda a escola. Então, Jessica explicou que a sua intenção não era desacreditar o estabelecimento, e sim alertar os pais para ter sempre atenção ao que se passa com os filhos, pois um único educador pode pôr em causa a segurança deles. No final, acrescentou ainda que não é por um empregado menos bom que a estrutura deixa de ser de qualidade, e por isso a sua filha permanece lá. PARTILHE!

Foca reconhece mergulhador e fica emocionada

Quem finge que trabalha é tão bem visto como os que realmente trabalham