Histórias

“Irei ajudar nas tarefas domésticas quando você também pagar metade do financiamento da casa”: palavras duras à mulher trabalhadora

Recentemente, o desabafo de uma jovem recém-casada sobre a sua relação no Reddit chamou a atenção de muitos internautas.

Na plataforma online, a jovem procurou perceber se é ela que está errada relativamente aos desentendimentos que tem tido com o marido, tendo escrito o seguinte:

“Casei-me recentemente. Antes de eu (25 anos) me casar com o meu marido (31 anos), ele queria que eu ficasse em casa enquanto ele trabalhava, porque ele tem um ótimo trabalho. Se eu quisesse trabalhar, poderia usar o meu dinheiro para as minhas despesas. Eu trabalhava antes do casamento, mas com o planeamento do casamento (que fiz sozinha, sem a ajuda dele porque ele não quis participar) e a trabalhar o 70 horas por semana, tornou-se demais, então despedi-me.

A minha sogra vive connosco de 6 a 10 meses por ano, e irá morar connosco quando o meu sogro se aposentar. Ela é emocional e mentalmente desgastante, mas o meu marido é o típico filho da mamã e acredita que ela está sempre certa. Eu é que cozinho, limpo, entre outras coisas, mas os créditos vão sempre para ela, e o meu marido diz-me para eu me esforçar mais.

Então, ele e a minha sogra começaram a dizer-me para começar a trabalhar porque eu tinha muito tempo disponível e não era como se eu estivesse a fazer muito em casa já que era ela que cuidava de tudo (de novo, eu fiz a maior parte do trabalho, mas o crédito foi para ela, e se eu dissesse ao meu marido que fui eu, ele não acreditaria em mim).

Antes de nos casarmos, eu e o meu marido saíamos, tínhamos encontros, mas agora, mesmo que eu peça para irmos ao café, ele recusa-se. Se eu pedir para sair para jantar, ele diz que não, mas quando as suas irmãs (na casa dos 30) pedem, ele imediatamente concorda, pagando por elas e as suas famílias.

Antes de nos casarmos, ele disse que me daria uma espécie mesada para cobrir quaisquer despesas que eu tivesse enquanto ficasse em casa, mas depois do casamento alegou que “o dinheiro estava apertado”, então já não poderia fazer isso.

Como eu tinha contas e empréstimos a pagar, estava infeliz em casa, e como ele e a mãe dele me estavam sempre a dizer para começar a trabalhar, foi o que fiz.

Entretanto, ela voltou e eu continuo a ter de fazer todas as tarefas domésticas, e ainda ajudo a cuidar da sobrinha do meu marido, já que uma das irmãs dele também está a morar connosco. Então, pedi ao meu marido para ajudar um pouco, mas ele disse que fica muito cansado depois do trabalho (ele trabalha de casa, enquanto eu não) e que se espero que ele ajude em casa, preciso de começar a pagar-lhe metade da hipoteca. Eu recusei porque só estou a pedir que ele me ajude um pouco, aliás, ele morava sozinho antes de nos casarmos, então sei que é capaz disso. Além disso, acordámos tudo isto antes do casamento. Ele continua a exigir que eu comece a pagar metade da hipoteca, já que moro aqui de graça e trabalho, independentemente de ele ajudar ou não em casa.

A situação financeira dele é muito confortável, pois recebe bastante bem e os pais também lhe dão dinheiro todos os meses, eu faço todas as tarefas e paguei por duas férias que tirámos enquanto ele afirma que pagou pela lua de mel e que isso foi mais do que suficiente. Eu ganho menos de ⅓ do que ele ganha.

Raramente sou consultada para as decisões em casa, porque ele e os pais tomam todas sem me dizer nada. Já faço mais do que combinámos antes do casamento e ainda trabalho. Eu não acho que preciso de lhe pagar nada. Estarei errada?”

A grande maioria das pessoas ficou do lado da jovem, alegando que tendo tudo sido devidamente falado e acordado antes do casamento, o marido não está a agir corretamente.

Qual a sua opinião sobre este caso?

PARTILHE!

Mais Populares

To Top

Possível adblock detectado

Se estiver a usar um Ad Block por favor desligue-o no nosso website. Os anúncios são essenciais para a manutenção deste website.

Refresh