Gigante misterioso maravilha o mundo – mas espere até ver o seu interior

A Toscana, na Itália, é um dos locais mais belos do mundo, devido à sua natureza e monumentos artísticos.

Contudo, a aldeia de Vaglia costuma passar despercebida entre os visitantes. Embora tenha apenas aproximadamente 5.000 habitantes, Vaglia possui um tesouro considerado Património da Humanidade: a Villa Medicea di Pratolino, encomendada por Francisco de Médici ao arquiteto Bernardo Buontalenti para a dar à amante, Bianca Cappello, com quem casou no ano de 1579.

Após a morte de Francisco, o lugar ficou abandonado, e muitas das esculturas usadas para decorar a Villa foram doadas a museus e jardins em Florença. Ainda assim, uma gigante obra ficou no lugar por ser impossível movê-la…

Trata-se de Colossus de Apeninos, uma escultura com mais de 10 metros e meio de altura, uma alegoria das montanhas dos Apeninos.

O mais fascinante é que esta linda escultura, feita pelo escultor francês Jean Boulogne, também conhecido como Giovanni Da Bologna, e erguida entre 1579 e 1580 nos jardins da Villa, esconde algo lá dentro.

A incrível alegoria da célebre cordilheira italiana é meio homem meio montanha, e a mão do gigante flui para a água à sua volta. Não só o exterior da escultura é lindíssimo, como o seu interior alberga salas e cavernas misteriosas. Para as fazer, Boulogne aproveitou uma caverna natural, a que se acede pelas costas do gigante.

O escultor criou diversas salas ao longo de três andares, com janelas sob a barba e as axilas do gigante. Antes, havia ainda uma chaminé e saía fumo pelo seu nariz.

Para além de tudo isto, também tem alçapões camuflados que lançam jatos de água inesperados aos visitantes.

Caso queira visitar esta escultura magnífica, pode fazê-lo de maio a finais de outubro.

“Não fazia o 25 de Abril se soubesse como o país ia ficar”, afirma Otelo Saraiva de Carvalho!

Casal fica boquiaberto quando a empregada de mesa coloca envelope estranho na mesa e diz que é do gerente