in

Transformar garrafas de plástico em estradas pode ser o futuro

Uma empresa escocesa pensa ter a resposta para o problema de plástico de uso único, após ter transformado 20 toneladas de plástico reciclado numa massa com a qual cobriu a superfície de uma estrada – é o equivalente a 6.000 garrafas plásticas.

A residencial Linkwood Steadings em Elgin, na Escócia, é um dos primeiros estabelecimentos a usar estas estradas. Graças à flexibilidade do plástico, este pode até ser mais duradouro que o asfalto tradicional.

A empresa por trás da invenção, chamada MacRebur, explicou que de outra forma o plástico teria acabado num aterro ou incineração.

“O nosso CEO, Toby McCartney, estava a trabalhar no sul da Índia com uma instituição de caridade, a ajudar pessoas que trabalham em aterros sanitários a recolher itens potencialmente reutilizáveis ​​e vendê-los. Ele reparou que alguns dos resíduos plásticos recuperados foram colocados em buracos e incendiados até derreterem para formar uma massa de enchimento de buracos de plástico improvisado, o que gerou a ideia de usar resíduos de plástico nas estradas daqui”, pode ler-se no site da empresa.

A forma como eles fazem o material é tão interessante. Aqui fica a explicação, também retirada do site:

“Levamos resíduos de plástico recolhidos de uso comercial (cerca de 60%) e doméstico (aproximadamente 40%). Podemos usar a maioria dos tipos de plásticos, mas devem ser classificados como resíduos – não usamos plástico reciclado ou novo. Em seguida, usamos um granulador para transformá-lo em pequenos pedaços de não mais de 5mm.

Depois, os grânulos de plástico são misturados com o nosso ativador – e é isso que faz com que o plástico se funda perfeitamente nas nossas estradas. O nosso ativador está patenteado e o que ele leva é segredo! Essa mistura de grânulos de plástico e o ativador – vamos chamá-lo de MacRebur – vai então para um produtor de asfalto.

Certificamo-nos de que todo o plástico que usamos derrete a uma temperatura mais baixa que o normal, de aproximadamente 120 ° C, para homogeneizar adequadamente sem criar microplásticos. É por esta razão que não podemos usar todos os resíduos plásticos, mas podemos usar a maioria das coisas, incluindo plástico preto, que é difícil de reciclar.”

Este pode ser o futuro de como reutilizar o plástico para evitar que este acabe no mar e polua ainda mais o nosso planeta.

Que iniciativa incrível, PARTILHE!

Vídeo adorável mostra paciente com demência a cantar no caminho para a terapia musical

A vida não é mais a mesma depois da morte dos nossos pais