in

Empregada de mesa agarra na camisola de homem com necessidades especiais por um motivo que a irmã dele não consegue ignorar

Muitas vezes, os momentos mais memoráveis ​​acontecem quando menos esperamos. Felizmente, com a conveniência dos telemóveis, geralmente conseguimos capturá-los em vídeo.

Recentemente, Regina Thomason foi com o seu irmão Dwayne Roach comer num IHOP em Abilene, Texas – logo após a sua consulta médica. Foi aí que Dwayne, que tem síndrome de Down, reparou em algo interessante no uniforme da empregada de mesa, Millie…

Dwayne, de 50 anos, adora os crachás com nomes. Então, quando ele viu a que estava presa na camisa de Millie, foi atraído para ela.

Regina escreveu no Facebook:

“Ele disse à empregada de mesa que gostou do crachá dela e que o seu nome é Capitão América.

Mas, em vez de apenas seguir o seu turno sem pensar mais naquilo, Millie decidiu fazer algo extra especial para Dwayne (ou Capitão América).

Pouco antes de os irmãos saírem do restaurante, Millie aproximou-se da mesa. Nas mãos dela, ela tinha um crachá extra só para Dwayne!

Ela baixou-se e pegou na camisa de colarinho, fixando o crachá na mesma. Dwayne estava muito feliz com o seu novo acessório – que dizia “Capitão América”!

“Obrigada à Millie da Ihop. Você fê-lo ganhar o dia!”, escreveu a irmã.

Pode parecer um pequeno ato para alguns, mas para os irmãos foi verdadeiramente incrível. Acontece que Dwayne adora colecionar crachás, e aquele era extra especial.

Quanto a Millie, esta não foi a única vez que ela tratou os seus clientes com gentileza. “Quando as pessoas chegam, eu quero fazê-las sorrir. Se elas saírem felizes, isso faz-me feliz”, conta ela.

“Quando ele saiu, eu disse: adeus, Capitão América! E ele apenas riu. Isso fez-me sentir bem”, lembra Millie.

Compreensivelmente, a sua história tornou-se viral e está a aquecer corações por todo o país. Afinal, às vezes são os pequenos momentos da vida que podem ser os mais tocantes! PARTILHE!

Homem segue menina que grita por ajuda enquanto as câmaras de segurança capturam as suas ações destemidas

Criança de 9 anos recusa-se a deixar o cancro vencer antes da sua irmã nascer