SEGUE O PARTILHADO NO FACEBOOK

Emocionante

Casal indiano adota 12 meninos com VIH que ninguém queria

Hoje vamos dar-te a conhecer a história de Ajay Sharma e a sua mulher, Babita, um generoso casal indiano que decidiu adotar 12 meninos com SIDA, que infelizmente foram abandonados pelas respetivas famílias.

Os rapazes, com idades compreendidas entre os 7 e os 17 anos, nasceram com SIDA, perderam os pais para a mesma doença e os restantes familiares recusaram-se a ajudá-los.

Ao princípio, foi difícil para o casal encontrar uma casa que conseguir albergar tantas pessoas, mas acabaram por conseguir arranjar uma em Ganganagar, Meerut, na Índia.

Apesar de terem existido alguns conflitos com a vizinhança preconceituosa, que estava contra a chegada dos meninos devido à sua doença, com o passar do tempo estes acabaram por ser aceites.

Eventualmente, Ajay e Babita passaram mesmo a receber apoio de profissionais que ficaram realmente tocadas com a história, e a partir daí médicos e professores começaram a deslocar-se até à casa deles para ajudar os meninos, de acordo com a sua especialidade.

“Sinto uma onda de energia positiva quando encontro estas crianças. Elas são tão cheias de vida! Só rezo para que a ciência encontre um tratamento viável para esta doença”, desabafa o Dr. Rajiv Prakash, o pediatra da família.

“Eles são como qualquer outra criança, e alguns são realmente brilhantes”, conta Neema Jain, que lhes ensina hindu, inglês e matemática há cerca de 3 anos.

adotados_hiv_close

Outro dos ajudantes da família é Lokesh Sharma, um funcionário do governo, que vai a casa dos meninos ensinar-lhes yoga, pois trata-se de uma atividade que melhora a resistência deles, algo muito importante por causa da sua condição.

Tudo isto teve início em Ajay, que sofreu uma hemorragia cerebral em 2004, que o deixou de coma durante 2 semanas.

Após a experiência de quase-morte, Ajay explica ter entendido “a importância de se estar vivo”, o que o levou a dedicar-se às crianças com dificuldades.

Então, Ajay deixou o emprego que tinha no Governo de Phalawada para ensinar crianças dos bairros de lata, e no ano de 2008 adotou um menino com SIDA, cujos pais tinham morrido e cuja família o tinha rejeitado.

Nessa altura, a criança estava muito fragilizada e não era aceite em nenhum hospital, mas graças a Ajay sobreviveu.

“A minha consciência não me permitia deixá-lo, então trouxe-o para casa e cuidei dele. Felizmente, ele voltou à vida”, conta Ajay.

“Comecei a pensar porque é que a sociedade é tão injusta para uma criança que está a sofrer sem ter culpa de nada, e decidi contrariar essa atitude”, tendo sido a partir daí que se dedicou a adotar mais crianças.

Gosto desta publicação -->
ajay_sharma_20140915

Se também ficaste emocionada com o gesto de Ajay e da sua mulher em acolher estes meninos, PARTILHA!

SEGUE O PARTILHADO NO FACEBOOK

Mais Populares

To Top