Carta de uma mãe para a sua filha, para que ela leia quando for mais velha

Aqui fica uma carta muito emocionante de uma mãe para a sua filha, que vai fazer qualquer um refletir:

“Minha querida filha,

No dia em que perceberes que estou a ficar velha, peço-te que, por favor, tenhas paciência, mas, acima de tudo, que tentes entender a minha situação.

Se quando conversarmos eu repetir mil vezes a mesma coisa, não me interrompas para dizer: “por amor de Deus, já disseste a mesma coisa há um minuto atrás”. Apenas escuta, por favor. Recorda todos os momentos de quando eras pequena e eu lia a mesma história para ti todas as noites até que adormecesses.

Quando eu não quiser tomar banho, não fiques sem paciência nem sintas vergonha. Lembras-te de quando eras pequena e, depois de inventares mil desculpas, eu tinha de correr atrás de ti para conseguir que tomasses banho?

Quando eu tiver dificuldade com as novas tecnologias, dá-me tempo para aprender, e não me olhes dessa forma… lembra-te, meu amor, a paciência com que te fui ensinando a fazer muitas coisas, por exemplo: a comer, a vestir, pentear e, sobretudo, a encarar os problemas da vida todos os dias. No dia em que notares que estou a ficar velha, peço-te, por favor, sê paciente, mas, sobretudo, entende o que eu estou a passar.

Se, às vezes, eu perder o fio da conversa, dá-me tempo para lembrar, e se eu não conseguir, não fiques nervosa, impaciente ou exigente. Só precisas de saber no teu coração que o mais importante para mim é estar contigo.

E quando as minhas velhas pernas cansadas não me permitirem movimentar tão rápido como antes, dá-me a tua mão, da mesma maneira que eu te ofereci a minha nos teus primeiros passos. Quando esses dias chegarem, não te sintas triste, simplesmente permanece comigo e compreende-me com amor, enquanto o final da minha vida chega.

Amar-te-ei e agradecerei o tempo e a alegria que compartilhámos. Com um grande sorriso e o enorme amor que sempre senti por ti, apenas quero dizer-te: amo-te, filha.”

PARTILHE!

12 mulheres que passaram por uma incrível e dramática transformação na aparência

Sonhos de abóbora da minha avó! Fofinhos e deliciosos! Impossível comer só um!