in ,

Jovem sozinha encurralada por dois homens entra em pânico, até que vê o medo nos olhos deles e vira-se

Ser estudante universitário talvez seja uma das melhores coisas do mundo, porque além de comer noodles o tempo todo, também se pode viajar pelo mundo sem se preocupar com quantos dias de férias restam no ano.

Quem tirou o máximo proveito desse estilo de vida é Georgia Bradley, de 25 anos, da Universidade de Plymouth, na Inglaterra. Recentemente, ela decidiu que merecia um pouco de sol e ondas nas suas férias escolares!

Geórgia estava de férias na Grécia quando um passeio na praia a fez deixar o conforto do apartamento onde estava hospedada na ilha de Creta.

No entanto, os problemas podem chegar até mesmo no paraíso, e isso estava prestes a acontecer a Geórgia quando foi abordada por dois homens num beco isolado. Ela lembra-se de ter sido convidada a juntar-se a eles para beber, mas algo não parecia muito amigável ou seguro.

Quando ela recusou, os homens tornaram-se agressivos e agarraram o seu braço. O pior pesadelo da Geórgia parecia estar a acontecer bem à frente dela e não havia ninguém por perto para ajudá-la a escapar.

Milagrosamente, do nada, uma cadela saltou entre ela e os dois homens, começando a latir furiosamente, e os olhos dos homens instantaneamente encheram-se de medo ao perceber rapidamente que o animal estava a atrair atenção indesejada para eles. Então, resolveram correr, o que deu a Geórgia a oportunidade perfeita para fugir na direção oposta, para onde poderia obter alguma ajuda.

Ela lembra-se da sensação de alívio atingi-la com força quando finalmente encontrou o caminho de volta para o apartamento.

Não teve tempo de perceber isso antes, mas uma vez na segurança das suas amigas, viu que a cadela a tinha seguido para casa, e parou para o acariciar e agradecer.

“Ela salvou-me. Devia ter reparado que algo estava errado… Nós tivemos uma ligação instantânea”, conta Geórgia.

O vínculo delas tornou-se tão forte que, quando chegou a hora de voltar para a Inglaterra, a cadela foi a correr atrás do carro enquanto Geórgia e as suas amigas iam para o aeroporto.

Já em casa, Geórgia ainda não conseguia livrar-se da sensação de ter abandonado um amigo, e de uma forma verdadeiramente casual, decidiu que a sua vida não estaria completa sem aquela cadelinha ao lado dela todos os dias. E assim, apenas duas semanas após o seu regresso, Geórgia voou de volta para Creta para ver se ela conseguia encontrar a cadela perdida novamente.

Felizmente, encontrou-a e, fiel à sua palavra, Geórgia adotou-a oficialmente e levou-a de volta para Inglaterra consigo. A cadela, a quem chamou Pepper, talvez seja o amuleto da sorte permanente de Geórgia.

Histórias de animais de estimação que fazem atos heroicos contra os seus donos não são inéditas, mas esta é a história verdadeiramente emocionante de uma cadelinha vadia a salvar a vida de uma completa desconhecida, que lhe retribuiu o favor adotando-a.

Desejamos a Georgia e Pepper muitos anos de amizade e companheirismo. PARTILHE!

Ilusões de ótica na pele: 21 tatuagens em 3D que parecem reais!

Mulher descobre carta antiga de Meghan Markle a confirmar as suspeitas da maioria