Quase todos fazem isto: veja como milhões de pessoas estão a danificar a própria visão

Este homem, com 40 anos de idade, costumava ficar no telemóvel pelo menos meia hora todas as noites, no escuro.

Ao fim de algum tempo a fazer isto, sentiu que estava com problemas na vista e decidiu consultar um oftalmologista, que constatou que os seus olhos já estavam vermelhos e o corpo vítreo gravemente danificado.

Depois de algumas consultas, o homem foi diagnosticado com cancro nos olhos, um tipo de cancro raro cujos sintomas incluem luzes a piscar, visão embaciada e pontos pretos.

Porém, estes sintomas também se verificam em muitos outros problemas óticos, pelo que a maior parte dos especialistas não assume logo o pior.

Os tumores nos olhos são provocados por altos níveis de irradiação UV, mas não são apenas os raios UV que prejudicam a vista – também a luz azul é bastante perigosa.

A exposição a demasiada luz UV ou azul pode originar conjuntivite, cataratas ou danos irreversíveis na retina, aumentando também o risco de cancro.

As lâmpadas tradicionais estão a perder terreno para as luzes LED e lâmpadas de baixa energia, que sujeitam os nossos olhos a uma maior exposição de luz azul.

Também os smartphones, computadores e televisões emitem luz azul, um verdadeiro perigo para a saúde ocular.

A quantidade de luz azul a que ficamos sujeitos é 30 vezes superior quando estamos ao ar livre durante uma hora num dia nublado do que durante uma hora dentro de um espaço fechado.

Vários estudos comprovaram que as pessoas piscam menos os olhos quando estão a olhar para ecrãs, pelo que os olhos ficam mais irritados e secos. É importante olhar para um ponto distante às vezes, permitindo a descontração dos olhos, e diminuindo a perda de vista.

Embora as luzes UV e azul sejam prejudiciais, têm aspetos positivos, pois são precisas para estimular a produção de serotonina no cérebro, conhecida como a hormona da felicidade.

Estas luzes também regulam o equilíbrio hormonal e o padrão de sono, assegurando que estamos atentos e enérgicos.

Para quem sofre de depressão ou insónias, o tratamento com luz azul pode ajudar bastante.

Gosto desta publicação -->

De forma a conseguir proteger os seus olhos, escolha uns óculos com lentes e cobertura com filtro para luz azul e faça-se também acompanhar de uns óculos de sol. Escolha fontes de luz branca quente para ter por casa, no seu dia-a-dia.

PARTILHE!

Quatro homens ficam presos dentro de uma padaria e emergem dois dias depois deixando a cidade atordoada

Serviços prisionais preparam plano para usar reclusos para limpezas florestais