Ia fumar último cigarro antes de tentar o suicídio, até que ouviu um “barulho” que lhe salvou a vida

Esta é a história de Josh Marino, um sargento do Exército que, à semelhança de muitos militares, ficou com traumas devido ao serviço.

Josh sofreu uma lesão cerebral no Iraque, que provocou um transtorno de stress pós-traumático tão grave que o fez decidir cometer o suicídio.

“Eu não queria mais lidar com isto. Peguei numa das minhas facas, escrevi uma carta no meu computador e saí para fumar o meu último cigarro”, conta Josh.

Então, Josh ouviu um som vindo de fora do quartel em Fort Riley, que veio a mudar o rumo da sua vida: era um gatinho preto e branco, que apareceu vindo dos arbustos.

“Ele simplesmente aproximou-se, começou a enroscar-se na minha perna e deixou-se acariciar a sua cabeça. Então, eu desatei a chorar! Talvez ele soubesse que havia algo com o qual eu não conseguia lidar”, diz Josh.

O gatinho ajudou o militar a sentir-se acompanhado, e este batizou-o de “Scout”, passando a alimentá-lo todos os dias.

“Parei de pensar em todos os meus problemas e comecei a pensar sobre os problemas e o que poderia fazer para o ajudar”, continua.

Com o tempo, Scout deixou de aparecer e Josh ficou muito triste, mas começou a namorar e juntamente com a namorada foi a um abrigo para adotar um gato, devido à experiência positiva que tinha vivido com Scout.

“De repente, uma pequena pata preta e branca surge de uma caixa e começa a tocar no meu braço esquerdo. Eu abri a caixa, puxei-o para fora e segurei-o”, conta Josh.

Incrivelmente, era Scout, e Josh e a namorada fizeram questão de o levar com eles para casa pois o gato tinha mudado a vida do militar.

O veterano acabou por ser dispensado do Exército, casou com a namorada Becky, conseguiu um mestrado em reabilitação clínica e aconselhamento em saúde mental e um emprego no Departamento de Assuntos de Veteranos.

Uma história inspiradora que merece ser PARTILHADA!

Gémeas idênticas nascem em 2010: agora, elas têm 7 anos de idade e foram consideradas as “gémeas mais bonitas do mundo”

A TAP é a companhia aérea com a tripulação “mais bonita” do mundo