in ,

Milionário doa toda a sua riqueza e morre de cancro

Esta é a história de Ali Banat, um milionário australiano que foi muito bem-sucedido quando era jovem.

Aos 30 anos, tinha uma verdadeira vida de luxo, mas em 2015, foi diagnosticado com um cancro tão avançado que já não podia ser operado.

Ao descobrir que tinha apenas 7 meses de vida, o jovem ficou em choque, e percebeu finalmente o que realmente importa na vida.

Então, vendeu a sua empresa e resolveu praticar o bem, ajudando os outros nos últimos tempos da sua vida.

Ali viajou até Togo, no oeste da África, e ficou sensibilizado com a pobreza local, pois ao passo que ele gastava aproximadamente R$ 2000 num par de sapatos, havia lá muitas pessoas a morrer de miséria.

We all get one chance in this life and when allah decides to take our soul there is no coming back. We spend more then half our lives in the bathroom and sleeping and the other half at work and waiting in traffic. We have forgotten to atleast leave something for our hereafter build a water well plant a tree donate a quran smile its also a charity anything for the sake of allah so maybe just maybe the day allah wakes us up on the day of judgement we will have something to look forward to that will help us because our family our friends and all the time we waisted in this life will only be a witness against us on the day of judgment why are we so blind why are we so asleep the worse the state of tbe muslims get around the world the more we seem yo sleep love you all for the sake of allah salam

Uma publicação partilhada por @ matw_project a

Primeiro, Ali doou as suas roupas e acessórios de moda caros enquanto esteve no Togo, pois queria partir sem posses.

Entretanto, fundou a organização MATW (“Muslims Around The World” – muçulmanos à volta od mundo), com o objetivo de ajudar muçulmanos carenciados.

“O que começou como um empreendimento privado tornou-se uma empresa de longo prazo projetado para trazer alegria e felicidade para crianças em todo o mundo. O MATW está atualmente a planear construir uma vila onde mais de 800 pessoas pobres receberão uma casa”, pode ler-se na página de doações da organização.

A organização dedica-se principalmente a órfãos e viúvas, e os seus projetos centram-se na construção de escolas, fontes, santuários e hospitais.

Nos seus últimos meses de vida, Ali arrecadou doações para a organização de ajuda e mentalizou-se do que ia acontecer.

Most missed girl in Affrica can't wait to hug her again❤️

Uma publicação partilhada por @ matw_project a

Embora os médicos lhe tivessem dado 7 meses de vida, ele viveu mais de dois anos, falecendo no dia 29 de maio deste ano.

No último vídeo que publicou pouco antes de morrer, Ali deixou um conselho:

“Encontre algo que você possa perseguir. Tenha um objetivo. Pense em como quer atingir a sua meta e trabalhe nisso. Mesmo que não possa fazer muito pessoalmente, apoie outros com os seus planos.”

Uma história comovente de um jovem generoso e incrivelmente forte, que se recusou a desistir de tornar o mundo um lugar melhor após o seu terrível diagnóstico. PARTILHE!

Pai acha que mendigo está a pedir dinheiro ao filho – o seu coração para quando ele revela a verdade

Uma menina de 5 anos fica muda e paralisada durante 12 horas. Os médicos descobrem esta picada na cabeça dela