Alce bebé perdido encontra soldado na floresta e pede ajuda

Esta é a história de Erich Jyri Prikko, membro da força de defesa de Estónia, que recentemente foi colocado numa unidade próxima das margens do Lago Vörtsjärv.

Nesse preciso local, na semana passada, Erich foi à procura de uma casa de banho alternativa, e encontrou um alce bebé muito aflito.

“Eu ouvi alguns sons estranhos que me lembravam um gato ou um bebé pequeno, e reparei numa espécie de animal bonito a andar para mim. Inicialmente, parecia um cão, mas rapidamente percebi que era um alce bebé a tenta dizer-me algo”, conta Erich.

O pequeno alce estava ali sozinho, e como não queria assusta-lo, Erich resolveu sentar-se, à espera que o bebé regressasse para a mãe, onde fosse que esta estava.

Contudo, em vez disso acontecer, deu-se algo verdadeiramente incrível: “ele caminhou lentamente na minha direção, bastante tímido no início, mas finalmente decidiu que eu parecia ser de confiança e chegou muito perto de mim”, conta Erich.

“Ele até tentou encontrar algo debaixo das minhas axilas. Pode ter pensado que tenho glândulas mamárias”, acrescentou o soldado. Aparentemente, o alce bebé pensou que Erich era a sua mãe.

Ao ver que o alce estava esfomeado, mas feliz por já não estar sozinho, o soldado quis ajudar de outra forma.

“Liguei para o nosso consultório veterinário e expliquei o que aconteceu. Eu queria fazer mais pelo alce e perguntar o que devia fazer”, diz Erich.

Então, Erich recebeu indicações para levar o alce bebé até onde o tinha encontrado e monitorizar a situação. Devido ao relato do soldado, um veterinário dirigiu-se ao local para alimentar o animal porque a mãe dele não voltou.

Embora tenha sido difícil deixar o alce sozinho, Erich e a sua unidade fizeram os possíveis para não perturbar a área nem assustar a mãe dele. No dia seguinte, o soldado acordou e constatou que o pequeno já tinha ido embora.

“Notámos pegadas de alce grandes e frescas que indicavam que o bebé tinha sido resgatado pela mãe”, conta Erich.

Enquanto soldado, também considera parte do seu dever proteger os animais, o que ele fez exemplarmente.

“Eu queria que a mãe do alce o encontrasse e fiquei muito feliz quando descobrimos que eles realmente se encontraram”, diz o soldado.

Avó experimenta vestida depois de 63 anos. O reflexo na fotografia derrete o coração de todos

Parto: bebé “gigante” surpreende pais e médicos