in

Adolescente abandonado pelos “amigos” na gala de finalistas ri por último quando a mãe secretamente planeia a melhor vingança

A gala um marco importante na vida de qualquer estudante. Alguns adolescentes adoram arranjar-se, sair para comer num restaurante chique e dançar a noite toda.

Outros simplesmente desfrutam da companhia dos amigos, a sua última alegria como estudantes do ensino secundário. É definitivamente um momento memorável para muitos, cheio de flores, comida, sorrisos e diversão.

E para Jackson Loop, a gala final foi de facto memorável – por todas as razões erradas. Jackson e os seus amigos da banda fizeram planos de se encontrar antes das festividades da noite para a sessão ritual de fotos pré-formatura.

Contudo, alguns mandaram uma mensagem a dizer que os planos mudaram e que não tirariam nenhuma fotografia. Jackson ficou chateado, pois tinha comprado um fato personalizado apenas para a ocasião.

Então, ele esperou até perto da hora a que os seus amigos deveriam ir buscá-lo e vestiu o seu novo fato. Ele esperou… e esperou… e esperou…

Mas os amigos de Jackson nunca apareceram. Ele ligou-lhes, mandou mensagem, mas ninguém respondeu. Ele ficou destroçado.

A sua mãe, Sheila Loop, disse que nunca sentiu tanto desgosto como mãe, ao ver o filho ser ridicularizado e deixado de fora. Isso partiu o seu coração:

“O irmão e irmã mais novos dele e eu observámos quando ele começou a perceber que estava a ser abandonado e eu tenho de dizer que nos meus 18 anos de paternidade eu nunca senti tanta dor. Foi misturado com uma quantidade indescritível de raiva. Foi doloroso. Então, depois de trocar de roupa, ele viu todas as fotografias pré-gala dos amigos no Facebook, e quase colapsou na cozinha.”

Depois de se acalmar, Jackson admitiu que não estava surpreendido que os seus colegas – que ele achava que eram seus amigos – o tivessem tratado tão horrivelmente. Ele confessou à sua mãe que muitas vezes ele se sentia invisível, um falhado.

Jackson sempre se esforçou para se encaixar e discernir onde ele pertencia. Ele queria desesperadamente fazer parte de um grupo de amigos.

Os amigos da banda maltratavam-no com frequência, e Jackson aceitou parte da culpa, dizendo que permitiu que eles o tratassem mal também.

“Eles podem fazer o que quiserem, eu estou bem. Eu posso ficar lá atrás. Mas eu realmente nunca gostei disso… magoa-me estar sempre na parte de trás, e quase ninguém fala comigo”, contou o jovem.

Apesar do quão horrível Jackson se sentiu depois de os seus supostos amigos o traírem, há um final feliz na sua história de formatura. Um grupo de juniores da banda sabia o que tinha acontecido e decidiu ajudar.

Sophie estendeu a mão para a mãe de Jackson com um plano que ela tinha criado. Ela pediu a Sheila para esconder o fato de Jackson no porta-bagagens do seu carro no Dia do Memorial.

Ela convidou Jackson para sua casa apenas para sair com um grupo de adolescentes no feriado. Depois de ele treinar, foi para a casa da Sophie apenas para receber a surpresa da sua vida.

 

Os jovens atenderam a porta vestidos com as suas roupas de gala e gritaram “Feliz gala a fingir!”. Jackson ficou chocado!

“Fiquei estupefato. Não sabia como responder. Estou na casa de banho a trocar de roupa (para o meu fato) e a chorar, porque ninguém nunca fez isso por mim”, conta Jackson.

O grupo passou a tarde a reviver a gala, a posar para fotografias e a comer bolo. Ele não podia acreditar que eles tivessem organizado aquilo tudo para ele.

 

Jackson disse que os outros rapazes lhe disseram que estavam desorganizados e que por isso é que ele ficou de fora. Mas Jackson sabe a verdade.

Ele também quer que outros jovens percebam que devem escolher os seus amigos com sabedoria e garantir que esses amigos sejam gentis. Se não forem, tire uma lição de vida disso e encontre novos amigos, disse ele.

Os novos amigos de Jackson são exatamente o que ele precisava num ponto baixo da sua vida. Estes adolescentes são um excelente exemplo de como todos devemos agir e elevar os outros quando eles estão em baixo. PARTILHE!

Casal abre a casa a 6 crianças adotivas. Semanas depois, elas murmuram uma palavra que muda a vida deles para sempre

Menina vê mendigo a chorar e conversa com ele de coração aberto