in

“Abrace os seus filhos e não trabalhe demasiado”: a mensagem de um pai após a perda do seu filho

Esta é a história de J.R. Storment, um homem que perdeu o filho repentinamente e ficou consumido pelo arrependimento de todo o tempo que não aproveitou com ele.

J.R. resolveu partilhar a sua história para impedir outros pais de alguma vez sentirem o mesmo.

Ele trabalhava demasiado, e quando soube da morte do filho de 8 anos, estava numa conferência com outras 12 pessoas. Nessa manhã, disse aos colegas que, desde que os seus gémeos tinham nascido, nunca tinha ido realmente de férias com eles.

Infelizmente, o pequeno Wiley sufocou durante o sono, na sequência de uma complicação da epilepsia infantil.

Quando a mulher de J.R. lhe ligou para lhe contar o sucedido, J.R. foi dominado pela dor lancinante da perda e da culpa.

Algum tempo depois, decidiu escrever uma publicação no seu Linkedin, a contar a sua história e a questionar as suas escolhas de vida, em especial sobre o tempo que poderia ter passado com Wiley e nunca vai poder recuperar.

“Muitos me perguntaram o que podem fazer para me ajudar. Eu respondo que devem abraçar os seus filhos. Não trabalhem até muito tarde. Vai-se arrepender de muitas das coisas a que dedica o seu tempo, depois de perceber que não tem mais tempo para dedicar às coisas realmente importantes”, escreveu.

A vida é curta e, acima de tudo, imprevisível, por isso nunca. devemos negligenciar aqueles que amamos. Não sabemos quando será a última vez que os vemos.

Os filhos são as pessoas mais importantes do mundo e devem ser sempre a prioridade dos pais. Criem muitas memórias doces e inesquecíveis com eles, e nunca se esqueçam de lhes dizer que os amam.

Este menino com cancro faz porta-chaves coloridos para poder pagar o seu tratamento

Esta mulher publicou fotos do seu casamento cancelado. Deveria ser uma advertência para todos nós