Inspiração

A todos os profissionais da área de saúde e aqueles que trabalham em hospitais arriscando a sua vida todos os dias: obrigado.

Num momento histórico tão alarmante de pandemia a nível global, devemos, mais que nunca, tentar manter a calma, ficar em casa e seguir o conselho de médicos e enfermeiros que todos os dias arriscam as suas vidas para salvar os infetados pelo novo coronavírus, COVID-19.

É a esses profissionais – médicos, enfermeiras e pessoal de limpeza dos hospitais – que dirigimos os nossos mais profundos agradecimentos.

Enquanto as pessoas se queixam por não poderem passear e estarem aborrecidas em casa, tantos profissionais de saúde estão a trabalhar incessantemente, colocando a vida em risco para ajudar os doentes. No norte da Itália, por exemplo, trabalham diariamente sem parar, acabando muitas vezes por cair de cansaço.

 

 

Alessia Bonari, uma enfermeira, partilhou recentemente um testemunho em que dá a conhecer o turbilhão de emoções sentido pela classe médica atualmente, e deixa ainda um apelo à população:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Alessia Bonari (@alessiabonari_) a

“Sou enfermeira e, de momento, estou a enfrentar esta emergência médica. Também tenho medo, mas não é de ir às compras, tenho medo de ir trabalhar. Tenho medo, porque a máscara pode não aderir bem ao rosto, ou posso ter-me tocado acidentalmente com luvas sujas, ou talvez as lentes não cubram completamente os meus olhos e algo possa ter passado. Estou psicologicamente esgotada, e todos os meus colegas estão na mesma condição há semanas, mas isso não nos impede de fazer o nosso trabalho como sempre fizemos. Continuarei a cuidar dos outros e de mim. Cuido dos meus pacientes, porque me orgulho e sou apaixonada pelo meu trabalho. O que peço a quem está a ler é que não anule o esforço que estamos a fazer. Seja altruísta e não egoísta. Fique dentro de casa e, assim, proteja aqueles que são mais frágeis. Nós, jovens, não somos imunes ao coronavírus, também podemos ficar doentes, ou pior, podemos deixar outros doentes. Não posso dar-me ao luxo de voltar para minha casa e ficar de quarentena, tenho de ir trabalhar e fazer a minha parte. Você, faça a sua, por favor.”

Um obrigado sentido a todos os que estão na linha da frente, a trabalhar contra esta terrível epidemia.

Mais Populares

To Top

Possível adblock detectado

Se estiver a usar um Ad Block por favor desligue-o no nosso website. Os anúncios são essenciais para a manutenção deste website.

Refresh