in

A minha ansiedade faz-me pensar que todos me vão abandonar

Este texto foi escrito por Kirsten Corley, autora de “But Before You Leave”, e é dedicado a todas as pessoas que sofrem de perturbação de ansiedade, ou que queiram perceber como é viver com esta condição:

“O seu melhor amigo. O seu namorado. A sua família (se tivessem uma escolha).

Porque esta coisa que não escolheu está a tentar convencê-lo de que tudo o que você é pode ser definido por uma palavra. Ansiedade.

É uma mensagem mal escrita.

Um tom no qual você nem tinha intenção de falar.

Apenas outra noite de coisas que só lembra com a ajuda de uma bebida a mais.

Uma conversa em que se pergunta se já contou demasiado.

É uma mensagem sem resposta que deixa a sua mente a vaguear.

E uma chamada que vai diretamente para o correio de voz.

É uma segunda mensagem para esclarecer.

Apenas à espera que lhe respondam.

Mesmo sabendo que deveria ter esperado.

É olhar para o seu melhor amigo de há mais de uma década mais e duvidar dele.

Não por algo que ele fez, mas por algo que você ainda não fez.

Dúvidas. Demasiadas questões. Demasiados pensamentos.

É espera que as pessoas saiam.

É estragar algo mesmo antes de começar.

É um adeus sem a palavra que se torna uma expectativa.

São as noites que passa a revirar-se na cama.

É não saber de alguém há algum tempo e pensar que a pessoa está chateada.

Mesmo que, realisticamente, não tenha razão para estar.

É um pedido de desculpas que não deve, mas acha que precisa de pedir.

Apenas para aliviar a sua mente.

As pessoas perguntam sobre os inimigos, e o único que você conhece é você mesmo.

Preso dentro da sua mente.

Afastando as pessoas que quer que fiquem.

Mas não quer sobrecarregá-las ou incomodá-las com um problema que é seu.

É o desejo e a necessidade de apenas ouvir as palavras: “está tudo bem”.

Aquele impulso de confiança que mudará tudo.

Você sente-se culpado só por perguntar.

Mas você quer apenas ouvir que eles não vão embora.

Porque quando a sua mente o enganar e disser que todas as pessoas de quem você gosta o vão deixar, você não vai querer acreditar.

Mas parte de você acredita. 

Você não escolheu isso, então porque é que alguém iria querer escolhê-lo?

Essa é a voz que você ouve repetidamente.

E você não quer parecer carente, mas a verdade é que se importa.

Importa-se demasiado. Ama demasiado.

Tenta e compensar as pessoas apenas para lhes dar uma razão para ficar.

Mas o que não acredita é que elas escolhem estar aqui porque querem estar.

Porque não é tão horrível e intolerável como pensa que é.

A ansiedade está apenas a tentar fazê-lo acreditar que é tudo isso.

Mas se olhar à volta por um momento, perceberá que as pessoas que importam não foram a lado nenhum.”

PARTILHE!

20 ideias de unhas decoradas simples para fazer em casa

Momentos depois de ser nomeada a rainha da gala, o jovem que foi nomeado rei deitou a sua coroa fora